Amorim Energia perde 100 milhões com venda na Galp

A Amorim Energia obteve uma menos-valia de 105 milhões de euros com a venda de uma fatia de 5% da Galp realizada esta quinta-feira.

A oferta particular realizada ao longo do dia de ontem permitiu à Amorim Energia arrecadar cerca de 485 milhões de euros com a alienação de uma participação equivalente àquela que comprou diretamente à italiana ENI, em 2012, por 590 milhões, representando assim uma perda de 105 milhões de euros para a empresa de Américo Amorim e Isabel dos Santos.

Segundo o comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a Amorim Energia informou que a operação foi realizada com uma contrapartida de 11,69 euros por ação, menos 5% face à cotação de fecho de ontem de 12,305 euros.

Na sequência do desconto subjacente a esta operação, os títulos da petrolífera nacional seguiam hoje sob intensa pressão vendedora em Lisboa, cedendo mais de 4,5% até 11,75 euros.

Amorim Energia, detida pelos empresários Américo Amorim e Isabel dos Santos e pela petrolífera estatal angolana Sonangol, comunicou que a liquidação da oferta acontecerá na próxima terça-feira, data a partir da qual passará a controlar 33,34% da petrolífera portuguesa.

Os termos da oferta determinaram ainda o compromisso da Amorim Energia em respeitar um prazo de lock up de 180 dias, a contar da data de liquidação, o que impede a venda de qualquer ação que ainda detém na Galp.

A Amorim Energia não explicou os motivos da operação, tendo adiantado apenas que a participação alienada ontem foi equivalente à participação adquirida à ENI, em julho de 2012, e que tinha como objetivo viabilizar a saída dos italianos do capital da Galp.

A Amorim Energia é detida por Américo Amorim (55%) e pela angolana Esperanza (45%), controlada pela Sonangol e que integra Isabel dos Santos no capital.

Comentários ({{ total }})

Amorim Energia perde 100 milhões com venda na Galp

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião