Sérgio Monteiro fica mais três meses no BdP até venda do Novo Banco

  • ECO
  • 31 Outubro 2016

Contrato de consultoria terminava no último dia de outubro mas Banco de Portugal terá estendido contrato até final de janeiro para que ex-governante possa liderar processo de venda.

O Banco de Portugal estendeu o contrato de consultoria de Sérgio Monteiro até ao final de janeiro, para que o ex-governante possa liderar o processo de venda do Novo Banco até à sua conclusão, avança o Jornal de Negócios na edição desta segunda-feira.

O contrato de consultoria do Banco de Portugal com Sérgio Monteiro terminava no último dia de outubro mas terá sido prolongado por mais três meses, para que Monteiro possa acompanhar a linha da frente das negociações.

As propostas de compra do Novo Banco deverão ser apresentadas até 4 de novembro. No limite, a prestação de serviços de Sérgio Monteiro acaba a 30 de abril.

O Banco de Portugal quer definir uma solução acionista para o Novo Banco até ao fim do ano, uma decisão que o primeiro-ministro já assumiu, será política. O prolongamento do contrato de Sérgio Monteiro por, pelo menos, mais três meses, representa um encargo adicional de 76,2 mil euros para o Banco de Portugal.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Sérgio Monteiro fica mais três meses no BdP até venda do Novo Banco

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião