Miguel Frasquilho vai deixar a presidência da AICEP

Por decisão própria, Miguel Frasquilho não vai renovar mandato como presidente da AICEP. Continuará em funções no primeiro trimestre de 2017 e o sucessor não estará escolhido.

Miguel Frasquilho não vai renovar o mandato à frente da Agência para o Investimento e o Comércio Externo de Portugal (Aicep). A informação foi avançada pelo próprio em entrevista à TSF e Diário de Notícias. O mandato de Frasquilho decorrerá até ao final do ano para, depois, deixar a instituição para “abraçar novos desafios profissionais”.

Apesar de ter sido nomeado pelo ex-primeiro ministro Pedro Passos Coelho, o líder da agência, que visa atrair investimento e promover as exportações nacionais, frisa que a sua saída nada tem que ver com a mudança de Governo. “Foi uma iniciativa que partiu de mim”, garante na entrevista.

Embora não renove mandato para lá de 2017, Miguel Frasquilho refere que não tem de sair da agência logo no último dia do ano: “Em princípio, nos primeiros meses de 2017, continuarei em funções para fechar os dossiês referentes a 2016”, indica.

Ao que o ECO apurou, o presidente da AICEP deverá continuar em funções durante os primeiros três meses do ano, até passar a pasta ao sucessor que ainda não terá sido escolhido.

Recorde-se que, no final de outubro, a AICEP perdeu um administrador, uma notícia que o ECO avançou em primeira mão. A dois meses do final do mandato, Pedro Ortigão Correia apresentou a demissão.

Em comunicado enviado à Lusa, o ministro Augusto Santos Silva afirma respeitar a decisão de Miguel Frasquilho.

O ministro dos Negócios Estrangeiros respeita essa decisão e deseja, na ocasião em que ela é conhecida, agradecer publicamente ao doutor Miguel Frasquilho a dedicação e competência com que desempenhou a sua função”, lê-se na nota.

Segundo o Ministério dos Negócios Estrangeiros, que tutela a AICEP, a administração presidida por Frasquilho “completará naturalmente o seu mandato, nos termos normais” e “oportunamente será comunicada a composição da nova administração”.

Artigo atualizado com as declarações de Augusto Santos Silva

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Miguel Frasquilho vai deixar a presidência da AICEP

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião