Monte dei Paschi reúne-se de emergência com consultores após vitória do “não” no referendo

Banco italiano reage com preocupação à vitória do 'não' no referendo de Itália, que levou à demissão do primeiro ministro italiano.

O banco Monte dei Paschi di Siena vai reunir-se com consultores da JP Morgan e da Mediobanca esta segunda-feira, um encontro marcado de urgência depois da vitória do “não” no referendo italiano, que levou ao anúncio da demissão do primeiro ministro Matteo Renzi.

A notícia, avançada pelo Financial Times, dá conta da reação do banco na sequência dos resultados do referendo deste domingo, em Itália, depois de a maioria dos italianos terem considerado desnecessária uma revisão constitucional proposta por Renzi.

Na reunião desta segunda-feira, Monte dei Paschi, JP Morgan e Mediobanca deverão decidir se vão prosseguir com a recapitalização do banco, de acordo com fontes ligadas ao processo citadas pelo jornal internacional. Em cima da mesa estará a nacionalização do banco, um objetivo do Governo italiano.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Monte dei Paschi reúne-se de emergência com consultores após vitória do “não” no referendo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião