Renzi demite-se? Ferrari acelera para máximos de sempre

Queda do euro beneficia setor exportador da região. Ganha a Ferrari, cujo mercado dos seus carros de luxo se encontra praticamente fora da área da moeda única.

Afinal, os investidores não ficaram assustados com os resultados do referendo deste domingo em Itália. Venceu o ‘Não’, o que implicou a demissão do primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi. Reação dos mercados? Enquanto o euro perdia força, a valorização do mercado acionista revelava um forte apetite comprador da parte dos investidores, que apostavam as suas fichas sobretudo no setor exportador, com a Ferrari, que acelerava para máximos recorde.

Os títulos da fabricante de automóveis de luxo estiveram a valorizar esta manhã 2,6% para 52,1 euros na praça italiana, marcando um novo máximo de sempre da marca italiana que foi para a bolsa no final do ano passado. Nesta altura, a Ferrari apresentava uma capitalização bolsista no valor de dez mil milhões de euros.

A marca do cavalino rampante vende 95% dos seus automóveis de luxo para fora da Zona Euro e o facto de a moeda estar a perder terreno face às outras divisas torna os bens produzidos na região mais baratos para as carteiras de compradores fora da moeda única europeia.

“Os americanos adoram Ferraris e, com um dólar forte, vai ficar mais barato para eles comprar os supercarros italianos”, referiu Vicenzo Longo, estratego da IG, à Bloomberg. “Em termos gerais, um fraco euro são boas notícias para os exportadores italianos como a Fiat, Luxottica e a Moncler”, acrescentou o analista.

"Os americanos adoram Ferraris e, com um dólar forte, vai ficar mais barato para eles comprar os supercarros italianos. Em termos gerais, um fraco euro são boas notícias para os exportadores italianos como a Fiat, Luxottica e a Moncler.”

Vicenzo Longo

Estratego da IG

Analistas da Mediobanca recomendaram esta segunda-feira a compra de ações italianas que revelem maior exposição aos mercados norte-americanos, como fabricantes de automóveis, farmacêuticas e fabricantes de produtos de luxo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Renzi demite-se? Ferrari acelera para máximos de sempre

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião