CaixaBank: Resultado da AG “reflete apoio maioritário” à venda do BFA

O CaixaBank decidiu abster-se da votação que aprovou a venda de 2% do BFA à Unitel, para não condicionar o resultado.

O resultado da votação que decorreu, esta terça-feira, na assembleia geral de acionistas do BPI, e que aprovou a venda de 2% do Banco Fomento de Angola (BFA) à Unitel de Isabel dos Santos, “reflete inequivocamente um apoio maioritário” dos acionistas ao conselho de administração do banco.

Quem o diz é o CaixaBank, principal acionista do BPI, em comunicado enviado esta tarde às redações. “O resultado da votação reflete inequivocamente um apoio maioritário por parte dos acionistas do BPI à proposta realizada pelo seu conselho de administração”.

Por outro lado, acrescenta, a aprovação “permitirá solucionar o incumprimento da concentração de grandes riscos do BPI logo que a venda dos 2% do BFA seja formalizada”.

O CaixaBank informa, ainda, que decidiu abster-se na votação realizada hoje. “Com a abstenção, o CaixaBank não quis condicionar o resultado da votação com o seu voto decisivo e optou por aceitar a decisão que fosse adotada pelos restantes acionistas do BPI que acorreram à assembleia geral”.

Comentários ({{ total }})

CaixaBank: Resultado da AG “reflete apoio maioritário” à venda do BFA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião