Parlamento Europeu quer acabar com as comissões para abrir e manter contas

  • ECO
  • 16 Fevereiro 2017

Em causa estão as comissões desligadas de serviços específicos, como as que são cobradas por abertura ou manutenção de conta. António Costa já admitiu rever as comissões cobradas por cá.

O Parlamento Europeu quer acabar com as comissões bancárias que não estão associadas a um serviço específico. É o caso das comissões pagas pela abertura ou manutenção de conta. A informação consta do relatório anual de 2016 sobre a política da Concorrência da União Europeia, citado pelo El Economista.

“Este relatório é histórico, porque os representantes de 500 milhões de cidadãos europeus estão a dizer à Comissão, aos Estados, mas também aos bancos, que rejeitam comissões abusivas e injustificadas“, afirmou Jonás Fernández, eurodeputado e membro do comissão de economia do Parlamento Europeu.

“Se esta prática não for erradicada, terá de ser aprovado um regulamento europeu“, acrescentou.

Embora o Banco de Espanha entenda que as taxas devem ter um serviço associado, os bancos têm utilizado as comissões como parte da sua estratégia no atual momento marcado pela redução de receitas, nota o jornal.

Por cá, o primeiro-ministro já admitiu rever as comissões que estão a ser cobradas pelos bancos para proteger os clientes das instituições financeiras, na sequência de propostas do PCP e do Bloco de Esquerda.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Parlamento Europeu quer acabar com as comissões para abrir e manter contas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião