Estado espanhol planeia venda de 15% do Bankia no verão

A alienação deverá acontecer através de uma colocação acelerada, avança o CincoDías, após a incorporação do BMN no Bankia.

O Executivo espanhol estará a preparar-se para alienar uma parcela do capital do Bankia já no final do próximo verão, avança esta quarta-feira o CincoDías (acesso gratuito). De acordo com a publicação espanhola, o objetivo é vender entre 15% e 20% da instituição financeira intervencionada pelo Estado espanhol em 2012.

A alienação deverá ocorrer no final do verão ou o mais tardar outubro deste ano, depois de concretizada a incorporação do BMN pelo Bankia. A operação deverá realizar-se através de uma colocação acelerada, com o Executivo a mostrar-se assim disponível para avançar já com a privatização cujo prazo limite tinha sido estendido até 2019. O Estado espanhol controla atualmente 65% do capital do Bankia, através do fundo de resgate FROB (Fund for Orderly Bank Restructuring). A parcela do banco espanhol que deverá ser alienada no próximo verão será a maior até agora, já que a primeira e única operação já realizada envolveu a venda de 7,5% do capital do Bankia, em fevereiro de 2014.

Entretanto, todo o processo tinha ficado suspenso num período também marcado pelas investigação em torno da entrada em bolsa do Bankia, em 2011, que já conduziu à demissão de diversos responsáveis do Banco de Espanha.

Bruxelas e o Banco Central Europeu (BCE) têm pressionado no sentido de acelerar a privatização do Bankia. No entanto, o Governo espanhol tem lutado para impedir uma venda abaixo do preço justo, apesar de esta eventualmente não ser possível de realizar ao mesmo nível de preços da primeira operação realizada em fevereiro de 2014. Na ocasião, a alienação de 7,5% do capital do Bankia realizou-se a um preço de 1,51 euros por ação, o que representou um desconto de 4,4% face à cotação de fecha no sessão anterior à operação. Os especialistas consideram que será muito difícil atingir o nível de preços de há três anos. As ações do Bankia terminaram na última sessão a cotar nos 0,98 euros.

A venda a um preço demasiado baixo é um dilema que as autoridades portuguesas também têm enfrentado no que respeita à alienação do Novo Banco, processo que tem sofrido avanços e recuos marcados pelo surgimento e o abandono de vários interessados pelo banco luso.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Estado espanhol planeia venda de 15% do Bankia no verão

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião