Pedro Rebelo de Sousa fora do Haitong

O advogado e sócio da SRS Advogados não vai ser administrador não executivo do Haitong Bank, como estava previsto. Esta semana, soube-se, será presidente da mesa da assembleia geral do BCP.

Pedro Rebelo de Sousa, afinal, não vai integrar o conselho de administração do Haitong Bank, confirmou o ECO, depois da notícia avançada pelo Público. No final do ano passado, o advogado e sócio da SRS Advogados tinha aceitado que o seu nome fosse proposto ao Banco de Portugal como administrador não executivo mas, entretanto, considerou que não deveria manter essa disponibilidade.

Oficialmente, nenhuma das partes comenta esta mudança, mas há um dado novo, conhecido esta semana: o advogado foi indicado para presidente da mesa da Assembleia Geral do Millennium bcp e esta proposta estará diretamente relacionada com a decisão de Rebelo de Sousa em não integrar a administração do Haitong Bank.

Pedro Rebelo de Sousa, nascido em abril de 1955, é o irmão do atual Presidente da República. À data, exerce advocacia na empresa que fundou e ocupa cargos de administrador não executivo da Cimpor, presidente do conselho fiscal da NovaBase, entre outros. E já foi banqueiro. Foi presidente do Banco Fonsecas & Burnay e geriu o banco no momento da privatização, e já tinha desempenhado funções no Citibank em Nova Iorque.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Pedro Rebelo de Sousa fora do Haitong

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião