Pedro Rebelo de Sousa fora do Haitong

O advogado e sócio da SRS Advogados não vai ser administrador não executivo do Haitong Bank, como estava previsto. Esta semana, soube-se, será presidente da mesa da assembleia geral do BCP.

Pedro Rebelo de Sousa, afinal, não vai integrar o conselho de administração do Haitong Bank, confirmou o ECO, depois da notícia avançada pelo Público. No final do ano passado, o advogado e sócio da SRS Advogados tinha aceitado que o seu nome fosse proposto ao Banco de Portugal como administrador não executivo mas, entretanto, considerou que não deveria manter essa disponibilidade.

Oficialmente, nenhuma das partes comenta esta mudança, mas há um dado novo, conhecido esta semana: o advogado foi indicado para presidente da mesa da Assembleia Geral do Millennium bcp e esta proposta estará diretamente relacionada com a decisão de Rebelo de Sousa em não integrar a administração do Haitong Bank.

Pedro Rebelo de Sousa, nascido em abril de 1955, é o irmão do atual Presidente da República. À data, exerce advocacia na empresa que fundou e ocupa cargos de administrador não executivo da Cimpor, presidente do conselho fiscal da NovaBase, entre outros. E já foi banqueiro. Foi presidente do Banco Fonsecas & Burnay e geriu o banco no momento da privatização, e já tinha desempenhado funções no Citibank em Nova Iorque.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Pedro Rebelo de Sousa fora do Haitong

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião