CTT acima do IPO com quebra menos acentuada nos correios

  • Rita Atalaia
  • 2 Maio 2017

Os resultados da empresa de serviços postais surpreenderam pela positiva, levando as ações acima dos 5,52 euros a que entraram em bolsa. Disparam agora mais de 7%.

Os CTT estão a dar cartas. As ações estão a negociar acima do valor do IPO, em dezembro de 2013. Apesar de a empresa de serviços postais ter reportado uma quebra de 50% do lucro no primeiro trimestre deste ano, as receitas de correio acabaram por cair menos do que o previsto. Os títulos estão, por isso, a disparar mais de 7%.

As ações da empresa liderada por Francisco Lacerda valorizam 7,65% para 5,64 euros. Os títulos estão assim acima dos 5,52 euros a que começaram a ser negociados na estreia na bolsa portuguesa, no início de dezembro de 2013.

Ações dos CTT disparam mais de 5%

Fonte: Bloomberg

Na sexta-feira, depois do fecho do mercado, os CTT apresentaram os resultados referentes aos primeiros três meses deste ano. A empresa reportou lucros de 10,3 milhões de euros no primeiro trimestre deste ano, uma quebra de 50% face aos resultados do mesmo período do ano passado. As contas da empresa de serviços postais foram penalizadas pelas perdas com o contrato com a Altice e pelo impacto negativo do “período de crescimento do Banco CTT”, justificou a empresa.

Mas as receitas do correio caíram menos do que era projetado. Os analistas do CaixaBI referem que os resultados “ficaram acima” das suas expectativas, nomeadamente a nível do resultado líquido e do Ebitda. Numa nota de research, destacam as receitas do correio, que atingiram os 137 milhões, o que representa uma descida de apenas 1,4%. Previa-se que a queda fosse superior, depois de a empresa de serviços postais ter anunciado que o negócio da distribuição de cartas quebrou no último trimestre de 2016 — os analistas estimavam lucros de 133,2 milhões.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CTT acima do IPO com quebra menos acentuada nos correios

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião