CTT compram empresa portuguesa de distribuição porta a porta

Os CTT adquiriram a "Transporta - Transporte Porta a Porta", uma empresa portuguesa da Barraqueiro que gerou 3,2 milhões de euros no primeiro trimestre. Montante da compra não foi revelado.

Os CTT CTT 0,00% anunciaram esta quinta-feira a aquisição da totalidade do capital da empresa portuguesa “Transporta – Transportes Porta a Porta”, uma firma do Grupo Barraqueiro e “a maior empresa de distribuição porta a porta” no país, segundo a mesma. Num comunicado aos mercados, os correios dão conta da conclusão da operação, que já mereceu luz verde por parte da Autoridade da Concorrência.

A empresa postal não revela o montante pago por esta sociedade, “que oferece soluções de logística integrada e atua no mercado de distribuição e transporte de mercadorias em Portugal”. No entanto, indica que a compra se enquadra “na estratégia de expansão e diversificação dos CTT”. A nota enviada à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) refere ainda que, entre janeiro e março deste ano, a Transporta “obteve 3,2 milhões de euros de rendimentos operacionais”, e que a compra vai agregar valor para os clientes.

A Transporta detém e opera uma rede nacional de transporte fracionado de mercadorias sob a marca “Go>Express”. De acordo com o site da transportadora, detém “cerca de 210 viaturas, oito plataformas de distribuição, dois representantes, duas plataformas de cross-docking e aproximadamente 250 colaboradores”, no continente, nos Açores e na Madeira. “Disponibilizamos a clientes e parceiros uma ampla linha de serviços de distribuição, bem como o desenvolvimento de formatos altamente especializados suprindo qualquer necessidade”, lê-se no mesmo site.

Num artigo explicativo, a marca refere ainda que é “uma fusão de várias empresas” e que a Transporta se tornou “na maior empresa de transportes fracionados do país, quando se juntou ao Grupo Barraqueiro”. “Sendo a maior empresa de distribuição de porta a porta em Portugal, sempre operou em setores chave da economia nacional. Por exemplo, no setor automóvel, servindo cerca de 700 concessionários e mais de 20 marcas diariamente”, surge indicado.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CTT compram empresa portuguesa de distribuição porta a porta

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião