Concurso para eletrificar Linha do Douro até à Régua lançado este mês

  • ECO e Lusa
  • 10 Maio 2017

A eletrificação da Linha do Douro deverá estar concluída até 2020, segundo o ministro Pedro Marques.

O ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, avançou esta quarta-feira que o concurso para a eletrificação da linha ferroviária do Douro até à Régua, no troço Marco-Régua, será lançado este mês.

“A Infraestruturas de Portugal (IP) vai lançar os concursos para os projetos de eletrificação da Linha do Douro até à Régua este mês”, disse o ministro Pedro Marques, na comissão parlamentar de Economia, Inovação e Obras Públicas. A obra será concretizada no âmbito do Plano Ferrovia 2020.

"A Infraestruturas de Portugal (IP) vai lançar os concursos para os projetos de eletrificação da Linha do Douro até à Régua este mês.”

Pedro Marques

Ministro do Planeamento e das Infraestruturas

Em curso está o troço Marco-Caíde, mas o lançamento deste novo concurso para o troço Marco-Régua chegou a ser anunciado para janeiro.

Já em março, Pedro Marques disse que a eletrificação da Linha do Douro deverá estar concluída até 2020, apesar de ser um trabalho tecnicamente “muito complexo”.

“Está entre as nossas prioridades, tendo sido uma decisão já deste Governo prolongar a eletrificação até à Régua, e estamos nesta fase a elaborar os estudos e projetos para concluir essa eletrificação no âmbito do Portugal 2020“, afirmou na altura, quando explicou que a eletrificação é um trabalho complicado porque envolve o rebaixamento de vias e túneis.

A eletrificação da Linha do Douro, pelo menos até à Régua, é uma reivindicação antiga do Douro e assumida também pelas operadoras especializadas em cruzeiros de um dia, que utilizam o comboio como meio de transporte complementar ao barco.

Ritmo de pagamento dos incentivos às empresas duplicou

Na mesma audição, Pedro Marques frisou que o ritmo de pagamento de incentivos às empresas duplicou no primeiro trimestre deste ano, tendo sido pagos 710 milhões de euros até ao final de março.

“Atingimos até ao final de março 710 milhões de euros de incentivos pagos às empresas, o que se encontra 86% acima do realizado no período homólogo do QREN” (Quadro Estratégico de Referência Nacional), disse o ministro.

"Atingimos até ao final de março 710 milhões de euros de incentivos pagos às empresas, o que se encontra 86% acima do realizado no período homólogo do QREN.”

Pedro Marques

Ministro do Planeamento e das Infraestruturas

Pedro Marques justificou este desempenho com a “grande aceleração” dos pagamentos às empresas no Portugal 2020, “pois o ritmo de pagamentos às empresas, que no ano passado já era elevado, foi duplicado no primeiro trimestre deste ano, atingindo os 78 milhões de euros de média mensal”.

“Estamos a pagar com normalidade, duplicámos [o ritmo] neste trimestre, face ao período homólogo, estamos a pagar 78 milhões de euros por mês”, reforçou.

O ministro deu ainda conta de que mais de 75% dos pagamentos efetuados “correspondem a despesa já realizada” e afirmou que isto “contrasta com o que sucedeu” no período homólogo do QREN, “em que só 41% dos pagamentos representavam despesa realizada”.

Comentários ({{ total }})

Concurso para eletrificar Linha do Douro até à Régua lançado este mês

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião