BCP lidera quedas na bolsa de Lisboa

A praça lisboeta somou a segunda sessão de quedas, pressionada pelos títulos do BCP, Galp Energia e Jerónimo Martins.

A praça lisboeta terminou em terreno negativo, com o PSI-20 a somar a segunda sessão consecutiva de perdas. O índice foi pressionado pelo desempenho negativo das ações do BCP, mas também pela queda registada pela Galp Energia, EDP e pelas retalhistas Jerónimo Martins e Sonae. A bolsa nacional acompanhou o sentimento negativo registado pelas principais pares europeias.

O PSI-20 desvalorizou 0,49%, para os 5.271,9 pontos, com 11 das suas cotadas no vermelho, seis em terreno positivo e duas inalteradas: a Nos e a Sonae Capital. O BCP foi o título mais penalizado, registando a segunda sessão consecutiva de perdas, com as suas ações a perderem 1,25%, para os 23,7 cêntimos.

A condicionar o desempenho do índice bolsista nacional esteve também a Galp energia. As ações da petrolífera recuaram 0,94%, para os 13,19 euros, a acompanhar as quedas dos preços do petróleo que aprofundam o bear market em que já se encontram. No mesmo sentido, fecharam também os títulos da EDP, que recuaram 0,62%, para os 3,03 euros.

Entre as retalhistas, o dia também foi de perdas. As mais alargadas foram registadas pela Sonae, com a empresa liderada por Paulo Azevedo a ver as suas ações recuarem 0,84%, para os 94 cêntimos. Contudo, maior pressão foi exercida pela Jerónimo Martins. As ações da retalhista presidida por Pedro Soares dos Santos deslizaram 0,59%, para os 17,74 euros.

O desempenho do PSI-20 não foi mais negativo graças à subida dos títulos da Pharol, que somaram 1,33%, para os 31 cêntimos. Já a Semapa valorizou 0,81%, para os 17,36%.

Hoje a Cimpor veio anunciar que vai sair de bolsa, por decisão da maioria dos seus acionistas. Os títulos da empresa somaram 2,04% para os 0,35 euros.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCP lidera quedas na bolsa de Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião