BCP confirma interesse no Deutsche Bank na Polónia

  • Lusa
  • 10 Julho 2017

Ainda não foi tomada qualquer decisão e o BCP está, para já, a analisar a operação com o Santander e o Commerzbank, os outros dois bancos interessados.

O presidente executivo do Millennium BCP, Nuno Amado, confirmou, esta segunda-feira, que o banco Millennium da Polónia está a estudar a possibilidade de avançar com uma proposta para adquirir os ativos do Deutsche Bank naquele país. O interesse do banco português pelo negócio do Deutsche na Polónia tinha sido avançado, na semana passada, pelo jornal polaco Puls Biznesu.

“É uma análise que estão a fazer, que vai ter algum epílogo, mas as condições de análise e eventual proposta são, obviamente, condicionadas por um conjunto de critérios que, neste momento, estão a ser analisados”, disse o banqueiro à Lusa, em Coimbra, à margem da conferência Saúde Privada em Portugal, organizada pelo Millennium BCP.

Segundo Nuno Amado, “não há qualquer decisão, nem qualquer compromisso, a não ser analisar com mais dois outros bancos” que também estão a estudar a oportunidade. Os dois bancos que também concorrem a esta compra são o Santander e o Commerzbank.

À venda estão depósitos e a carteira de crédito denominados em zloty (a moeda local), o negócio de banca de investimento e corporate, com um valor dos ativos em alienação que pode chegar aos 500 milhões de euros.

“Nas mãos do banco alemão continuarão os empréstimos denominados em moeda estrangeira, de acordo com as regras bancárias internas”, salienta o jornal português.

O presidente executivo do Millennium BCP, Nuno Amado, sublinhou à agência Lusa que “só em condições claramente favoráveis é que o Millennium Polónia fará uma proposta final”.

A análise está a ser feita pelo banco na Polónia, que é detido a 50,1% pelo BCP, e Nuno Amado diz não saber dizer “qual vai ser o resultado final”.

BCP valoriza

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

BCP confirma interesse no Deutsche Bank na Polónia

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião