Comissões bancárias bloqueadas há mais de um ano no Parlamento

  • ECO
  • 2 Agosto 2017

O grupo de trabalho dedicado às contas base e condições dos contratos de crédito está parado desde abril de 2016. O coordenador garante que regressará em setembro.

O grupo de trabalho para discutir o tema das comissões bancárias está sem atividade há mais de um ano. Este foi criado a 13 de janeiro de 2016 e tem como responsabilidade, entre outras, discutir o tema das comissões cobradas pelos bancos, mas depois das audições do Banco de Portugal e da Associação Portuguesa de Bancos, não voltou ao trabalho.

A notícia é avançada esta manhã pelo Jornal de Negócios (acesso condicional), que contabiliza três audições e quatro reuniões, conforme a informação disponível no site do Parlamento, sendo que a última terá sido a 5 de abril de 2016. Ao jornal, o coordenador do grupo de trabalho, o deputado Carlos Silva, afirmou que “o grupo de trabalho está ativo e em condições de poder continuar a trabalhar”.

Para além disto, o “Grupo de Trabalho – Conta Base e Condições dos Contratos de Crédito” não conta atualmente com nenhum deputado do grupo parlamentar do PS, visto que os dois que dele faziam parte inicialmente — Ana Passos e Eurico Brilhante Dias — estão inativos devido à sua integração no Executivo de António Costa.

Carlos Silva garantiu que a atividade do grupo e, consequentemente, as discussões sobre as comissões bancárias serão retomados quando a Assembleia da República voltar ao trabalho, iniciando com o projeto-lei apresentado pelo Bloco de Esquerda neste âmbito. O documento tem como principais objetivos obrigar todos os bancos a disponibilizar contas base e impedir a cobrança de comissões nas mesmas.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Comissões bancárias bloqueadas há mais de um ano no Parlamento

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião