Bankinter cria o primeiro gestor digital de fundos… em Espanha

  • ECO
  • 19 Setembro 2017

O banco espanhol lança o Popcoin, um gestor digital de carteiras de fundos e o primeiro no país. Fundos devem ter mais de 100 milhões de euros em ativos.

O Bankinter ganha vantagem perante as restantes entidades financeiras espanholas ao lançar o Popcoin – um gestor digital de carteiras de fundos de investimento. O banco espanhol torna-se o primeiro a adotar este sistema em Espanha.

Ainda que algumas entidades independentes tenham tido contacto com este tipo de plataforma, o Bankinter consegue destacar-se ao tornar-se no primeiro grande banco a desenvolver internamente esta solução. Em junho, o grupo Santander anunciou a incorporação deste sistema através do seu banco digital, no entanto o processo ainda está parado.

Por enquanto a plataforma ainda está em testes, mas o banco espanhol prevê que dentro de algumas semanas o Popcoin já esteja a funcionar. Nicolás Moya, diretor de Negócios Digitais do Bankinter, avança que “esta solução será um dos serviços épicos do banco e que gerará um grande valor agregado aos clientes”.

"Que toda a gente possa aceder ao mundo do investimento, como fazem os clientes de alto património. ”

Nicolás Moya

Diretor de Negócios Digitais do Bankinter

Queremos simplificar o modelo e a relação de investimento”, sublinha Moya, que justifica este serviço como “uma das respostas do Bankinter ao novo ambiente regulatório”, já que “o Popcoin está preparado para os novos requerimentos da MiFiD II”. “Com este serviço queremos mudar as regras do mercado dos fundos, introduzir uma nova forma de comercialização”, explica Moy.

Como funciona o Popcoin?

A ideia é bastante simples: através de um smartphone, tablet ou computador, o cliente pode criar o seu perfil de investidor e investir entre 100 a 100 mil euros em fundos de investimento. Esses fundos serão selecionados de acordo com certos critérios, da mesma forma que são selecionados quando os clientes querem investir grandes quantidades de dinheiro através dos métodos tradicionais. Não há necessidade de abrir uma conta no Bankinter para poder utilizar o Popcoin.

Os utilizadores poderão aceder a carteiras geridas de forma puramente digital, que “até agora apenas eram acessíveis a clientes de banca privada”. O serviço terá uma taxa fixa e uma comissão de gestão de 0,6% ao ano sobre o capital depositado.

O Popcoin disponibilizará cinco carteiras de cinco diferentes níveis de risco, de acordo com o risco que o investidor quer assumir, e de áreas geográficas desde a Zona Euro até ao resto do mundo. A equipa de análise do Bankinter, liderada por Ramón Forcada, realizará um processo de diligência e filtragem para chegar a uma lista de 140 fundos de gestão ativa. De fora ficam, para já, os ETF.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bankinter cria o primeiro gestor digital de fundos… em Espanha

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião