Jerónimo Martins cai 3% e arrasta PSI-20 para perdas

  • Juliana Nogueira Santos
  • 12 Outubro 2017

A retalhista segue sob pressão vendedora, levando o principal índice nacional para terreno negativo. Nem a escalada de 5% da Pharol consegue conter as perdas.

Ainda que tenha iniciado a sessão a ganhar 0,09%, o principal índice bolsista nacional não conseguiu manter-se direito com a rasteira passada pela Jerónimo Martins e segue a desvalorizar. A retalhista tropeça nesta quarta-feira e nem a escalada de 5% da Pharol consegue deter as perdas do PSI-20.

Antes de os mercados abrirem, os analistas da Jefferies cortaram a recomendação da retalhista de “comprar” para “manter”. Desta forma, a pressão vendedora aumentou e os títulos da empresa seguem a desvalorizar 2,64% para 15,89 euros, o valor mais baixo desde março deste ano. O preço-alvo também desceu de 18,70 euros para 16 euros.

A aumentar a pressão sobre o principal índice nacional está o BCP, que recua 0,20% para 24,60 cêntimos, bem como a EDP Renováveis, que cai 0,27% para 7,10 cêntimos.

Por outro lado, as notícias da estruturação da Oi estão a fazer escalar os títulos da Pharol, valorizando 4,78% para 43,8 cêntimos. Ainda assim, e mesmo com a maioria dos títulos a negociarem em terreno positivo, estes desempenhos não são suficientes para conter as perdas.

O cenário vermelho é comum às restantes bolsas europeias, com o índice espanhol IBEX-35 a tropeçar 0,14% em dia de celebração nacional e o alemão DAX a recuar 0,08%. O Stoxx 600 perde 0,04%.

(Notícia atualizada às 9h05 com mais informação)

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Jerónimo Martins cai 3% e arrasta PSI-20 para perdas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião