Galp dispara 2% em bolsa. Recorde de produção de petróleo ajuda

As ações avançam até máximos de agosto de 2011 depois de, na apresentação de resultados, a petrolífera anunciar que produziu mais de 100 mil barris de petróleo por dia, pela primeira vez.

A Galp Energia é a estrela dos ganhos numa sessão que está a ser muito positiva para o PSI-20 que atingiu novos máximos de dois anos nesta manhã. As ações da petrolífera disparam 2%, para negociarem em máximos de mais de seis anos, encabeçando os ganhos do índice de referência nacional.

As ações da Galp Energia valorizam 1,92%, para os 15,889 euros, sendo que já estiveram a transacionar nos 15,97 euros. Qualquer destas cotações corresponde ao patamar mais elevado desde o primeiro dia de agosto de 2011.

Galp acelera em bolsa

Essa subida de cotações acontece um dia depois de a empresa liderada por Carlos Gomes da Silva ter divulgado o balanço das suas contas no terceiro trimestre e no acumulado dos nove meses do ano. A Galp Energia reportou um aumento de 45% nos seus lucros do terceiro trimestre e de 15% no acumulado do ano. Entre janeiro e setembro, a petrolífera registou lucros de 416 milhões de euros. No trimestre, os lucros ascenderam a 115 milhões de euros.

No comunicado de apresentação de resultados, a Galp Energia dá ainda nota de ter assinalado um marco na produção de petróleo ao superar pela primeira vez mais de 100 mil barris diários.

A valorização das ações da Galp energia está a ser o principal combustível dos ganhos que se assistem na bolsa nacional na sessão desta terça-feira, tendo levado o PSI-20 a registar máximos de quase dois anos. O índice bolsista nacional já esteve a negociar nos 5.495,87 pontos (+0,91%), o que corresponde à fasquia mais elevada desde 6 de novembro de 2015. Neste momento, o PSI-20 segue a ganhar 0,75%, para os 5.487,38 pontos.

Para além da Galp Energia, também os ganhos em torno de 1% das ações da EDP, Jerónimo Martins e BCP ajudam a puxar pelo desempenho do PSI-20.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Galp dispara 2% em bolsa. Recorde de produção de petróleo ajuda

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião