Antigo vice-chanceler alemão a poucos passos de liderar a maior acionista da chinesa HNA

  • ECO
  • 7 Novembro 2017

Philipp Roesler poderá ser o próximo CEO da Cihang, uma empresa subsidiária da chinesa HNA, que detém 20% da TAP.

A Hainan Cihang Charity Foundation, maior acionista do Grupo HNA, poderá chamar o antigo vice-chanceler alemão Philipp Roesler, segundo fonte próxima da empresa chinesa. A notícia surge um mês após o conglomerado detentor de 20% da TAP ter entrado na mira das autoridades alemãs, por deter quase 10% do capital social do Deutsche Bank.

Philipp Roesler manter-se-á na liderança das relações governamentais no Fórum Económico Mundial e poderá assumir o novo cargo na empresa dentro das próximas semanas. A Cihang, empresa subsidiária da HNA com sede em Nova Iorque, detém 29,5% da HNA, com cerca de 180 mil milhões de dólares em ativos do grupo. A HNA recusa-se a comentar.

A possível nomeação de Roesler para a liderança da Cihang poderá marcar os investimentos da HNA em território europeu, e especialmente na Alemanha, onde detém 9,9% do Deutsche Bank, sendo o maior acionista do banco. No início de setembro, as autoridades alemãs anunciaram avançar com uma investigação ao grupo chinês, caso a sua participação no banco ultrapassasse os 10%. Em resposta, na altura, a HNA alegou que “não tem nada a esconder”.

Desde o início de 2016 que a HNA soma 40 mil milhões de dólares em negócios.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Antigo vice-chanceler alemão a poucos passos de liderar a maior acionista da chinesa HNA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião