Sócia da SRS Advogados oradora em conferência de imobiliário

Regina Santos Pereira, sócia da SRS Advogados e especialista em arrendamento, será oradora no 1º Congresso de Direito Imobiliário que decorre no próximo dia 30 de Novembro, no Porto.

Regina Santos Pereira, sócia da SRS Advogados e especialista em arrendamento, será oradora no 1º Congresso de Direito Imobiliário que decorre no próximo dia 30 de Novembro, no Porto.

“Agora que a Economia dá sinais de recuperação e o setor imobiliário está a sentir um crescente significativo, torna-se necessária a compreensão a fundo das reforças do Novo Regime do Arrendamento Urbano (NRAU), que despoletaram o debate doutrinal e dúvida quanto à sua aplicação. Também o Código do IMI e do IMT, como parte da legislação tributária no seu todo, foi alvo de alterações várias que, inevitavelmente, formaram dificuldades na aplicação dos regimes que sucessivamente foram aprovados”, explica a SRS em comunicado enviado às redações.

Este 1º Congresso irá abordar temas como a tributação do imobiliário, o registo predial e o regime do arrendamento urbano, painel do qual faz parte a sócia da SRS Advogados.

Regina Santos Pereira tem exercido a advocacia nas áreas do Imobiliário e Contencioso. É ainda autora das obras “Arrendamento Urbano (NRAU)”, 2014 (já em 3ª edição Revista e Aumentada) e da obra “120 Perguntas e Respostas da Nova Lei das Rendas” (já em 2ª edição). É formadora e conferencista em matérias de Imobiliário e Direito Processual Civil e autora de vários artigos de opinião nessas áreas.

O evento, que irá decorrer no centro de Congressos da Alfândega do Porto, destina-se a profissionais do setor imobiliário, agências imobiliárias, cadeias hoteleiras, advogados, magistrados e estudantes.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Sócia da SRS Advogados oradora em conferência de imobiliário

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião