Startup Lisboa recebe Telles e Microsoft para workshop

A Telles, sociedade de advogados, e a Microsoft, são os convidados da Startup Lisboa para realizar um workshop subordinado ao tema do novo regime de proteção de dados.

A Telles, sociedade de advogados, e a Microsoft, são os convidados da Startup Lisboa para realizar um workshop subordinado ao tema do novo regime de proteção de dados.

A sessão tem lugar no próximo dia 11 de dezembro, às 15 horas, nas instalações da Startup Lisboa, no centro de Lisboa.

“A formação e conhecimentos avançados são fortes aliados das empresas na luta contra o número e complexidade de potenciais perigos, que vão continuar a aumentar perante o crescimento exponencial de startups e projetos de empreendedorismo de grande valor acrescentado à economia portuguesa. Temas como a proteção de dados e o “hacking” são apenas o rosto visível dos riscos que, se não forem corretamente considerados, poderão causar danos irreparáveis nestes recém-criados projetos”, segundo comunicado enviado pela sociedade de advogados.

É assente nesta premissa que a Telles, através do seu projeto Startup@Telles e da área de atividade de “Digital, Privacidade e Cibersegurança”, e a Microsoft, têm vindo a promover sessões de esclarecimento e workshops que já conduziram a que dezenas de startups portuguesas adotassem medidas que correspondem às suas verdadeiras necessidades de proteção e conformidade legal.

A sessão formativa junto das startups incubadas na Startup Lisboa pretende ser um momento para a partilha de importantes conselhos e estratégias, e será conduzida por André Aragão Azevedo, National Technology Officer da Microsoft Portugal, e pelos advogados da Telles, Pedro Vidigal Monteiro, responsável pela área de “Digital, Privacidade e Cibersegurança”, e Miguel Gonzalez Amado, advogado da equipa de Direito Fiscal e Coordenador do Startup@Telles.

Para André Aragão Azevedo, National Technology Officer da Microsoft Portugal, “formação para os temas da proteção de dados deveria fazer parte de todas as incubadoras europeias, porque a legislação que se aplica a partir de maio de 2018 não vai deixar ninguém de fora. Este é um assunto que deve ser objeto de atenção prioritária, não só para evitar situações de incumprimento e sancionamento, mas sobretudo deve ser encarado como uma oportunidade de repensar as organizações e potenciar o valor da informação de que dispõem.”

Pedro Vidigal Monteiro, Of Counsel da Telles, admite que “com o crescimento, em Portugal, do número de soluções disponíveis para um suporte firme ao crescimento das recém-criadas empresas, aumenta também a necessidade de formação e aconselhamento ao empreendedor, para que não deixe para segundo plano a segurança dos seus dados, e a conformidade legal. Vale sempre a pensa recordar que o regulamento para a proteção de dados aplica-se a indivíduos e empresas, que tratem dados pessoais, independentemente da dimensão. As sanções, sejam elas corretivas, financeiras ou reputacionais, não devem ser menosprezadas.”

Para Miguel Fontes, CEO da Startup Lisboa, “Apesar dos ataques parecerem algo distante da nossa realidade, na verdade é que os mesmos são diários e atingem empresas de grande dimensão como a Dropbox ou a Yahoo, mas também pequenas startups, cujos responsáveis adiem a tomada de decisões de segurança. A Startup Lisboa e a TELLES já promovem formação juntas há três anos, assegurando um suporte integral para os nossos projetos”.

O Startup@Telles é um grupo de trabalho vocacionado para todas as iniciativas ligadas ao empreendedorismo. Foi criado em 2012 e tem, desde 2013, a Startup Lisboa como parceira.

Comentários ({{ total }})

Startup Lisboa recebe Telles e Microsoft para workshop

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião