Não houve prenda para os investidores. Bolsas no vermelho antes do Natal

PSI-20 cai há três sessões consecutivas. Dia negativo na Europa antes do Natal depois das eleições na Catalunha. Bolsas só voltam a abrir na próxima quarta-feira.

Terceira sessão de quedas em Lisboa, que não escapou à pressão vendedora que castigou os mercados europeus esta sexta-feira. Catalunha ditou o rumo dos acontecimentos na última sessão antes do Natal. Na segunda e terça-feira, as bolsas vão estar encerradas. Ações voltam à praça só na quarta-feira.

O PSI-20, o principal índice português, caiu 0,24% para 5.383,33 pontos. Entre os piores desempenhos no índice de referência nacional estiveram os CTT (-1,69%), a Mota-Engil (-1,82%), a Pharol (-1,87%) e a Sonae (-2,23%). Entre os pesos pesados, destaques negativos para o BCP e para a EDP Renováveis. O banco liderado por Nuno Amado viu as ações caírem 0,18% para 0,27 euros. A empresa de energias limpas cedeu 0,3% para 6,7 euros.

Mas foi sobretudo a conjuntura internacional a pesar em Lisboa. Na Catalunha, as eleições regionais deram a vitória aos independentistas. O Cidadãos foi o partido vencedores, mas os partidos a favor da independência catalã tiveram a maioria dos assentos no parlamento.

Com estes resultados, aumentou a instabilidade na Catalunha e em Espanha. A bolsa de Madrid foi o reflexo do maior stress entre os investidores. O Ibex-35 caiu mais de 1%. As outras praças europeias foram atrás, embora as quedas em Frankfurt, Milão e Paris não tenham ido além de 0,5%.

No mercado de dívida, os juros espanhóis agravaram-se. E arrastaram os juros portugueses. A taxa associada às obrigações do Tesouro a dez anos de Portugal estiveram a subir dez pontos base durante a manhã. Estão agora nos 1,838%.

(Notícia atualizada às 17h02)

Comentários ({{ total }})

Não houve prenda para os investidores. Bolsas no vermelho antes do Natal

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião