Bagão Félix: História de um banco social “é uma lengalenga”

  • ECO
  • 27 Dezembro 2017

O ex-ministro das Finanças, e antigo candidato à Associação Mutualista, afirma que a Santa Casa não existe "para pôr 200 milhões num banco". Mas sim "para proteger os mais desfavorecidos".

A entrada da Santa Casa no capital do Montepio vai contra os valores da instituição e é um investimento especulativo, afirma Bagão Félix. O ex-ministro das Finanças, e antigo candidato à Associação Mutualista, considera que a “SCML, estatutariamente, não pode considerar esta eventual transação, ainda por cima com montantes bastante elevados face aos seus recursos, como adequada”.

A entrada da Santa Casa no capital do Montepio Geral não é um tema consensual entre a administração da instituição de solidariedade. E Bagão Félix revela-se como um dos maiores críticos a esta operação. A SCML não existe “para pôr 200 milhões num banco. Existe para proteger os mais desfavorecidos”, refere o antigo governante ao jornal i. O ex-ministro das Finanças considera que a história de um banco social “é uma lengalenga”.

"[A SCML não existe] para pôr 200 milhões num banco. Existe para proteger os mais desfavorecidos.”

Bagão Félix

O antigo governante já tinha dito à RTP que a “Santa Casa da Misericórdia tem dinheiro”, mas não pode pegar neste montante e “pôr numa instituição que tem um rating que continua a ser altamente especulativo. Ou seja, em linguagem popular, ‘lixo’.” Também num artigo de opinião no jornal Público, Bagão Félix referiu que “estamos perante a perspetiva de uma violação grosseira dos deveres estatutários de uma instituição que é, legalmente, uma pessoa coletiva de direito privado e utilidade pública administrativa”.

“Todos, desde o Governo que tem estado calado, numa posição quase a dizer que deu uma sugestão, da Misericórdia, que até agora também não se tinha pronunciado, tirando o provedor, dos partidos políticos, que só agora começam a falar do assunto, e do próprio Presidente da República”, têm-se mantido em silêncio em torno desta operação critica Bagão Félix no mesmo artigo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Bagão Félix: História de um banco social “é uma lengalenga”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião