Vieira Monteiro: “Comissões estão num nível razoável. Não devemos mexer”

  • Rita Atalaia
  • 1 Fevereiro 2018

Numa altura em que os aumentos das comissões marcam a atualidade, o presidente do Totta afirma que o nível das comissões do banco é razoável. "Não me parece que venha a haver alterações", refere.

António Vieira Monteiro afirma que as comissões do Banco Santander Totta estão num nível “razoável”. Neste contexto, o presidente da instituição financeira diz que não devem avançar com mais alterações neste âmbito. Mas relembra que é o mercado que vai determinar se o banco volta a mexer nas comissões. Este indicador aumentou no ano passado, quando a entidade revelou um aumento dos lucros, uma evolução positiva atribuída ao crescimento orgânico e à redução dos custos.

“O nosso nível de comissões é razoável”, afirma Vieira Monteiro depois de o banco ter apresentado as contas relativas ao ano passado. Segundo o Santander Totta, as comissões aumentaram 8,3% em relação a dezembro de 2016, para 331,1 milhões, “traduzindo a maior fidelização e transacionalidade dos clientes”.

"O nosso nível de comissões é razoável.”

António Vieira Monteiro

Presidente do Santander Totta

Neste contexto, o presidente do Totta diz que o banco não deve voltar a mexer nas comissões. “Não me parece que venha a haver uma alteração”, salienta. Mas relembra que isto vai depender das condições do mercado. “É a evolução do mercado que vai marcar a nossa política nesta área”, refere, numa altura em que a CGD volta a estar no centro das atenções devido às alterações no seu preçário, nomeadamente à cobrança de comissões nas cadernetas.

O Santander Totta fechou o último ano com lucros de 436,3 milhões de euros. É um crescimento de mais de 10% no ano em que adquiriu o Popular, operação que lhe permite afirmar que é o maior banco privado em Portugal. A instituição liderada por Vieira Monteiro atribuiu a evolução positiva das contas ao crescimento orgânico, mas também à redução dos custos.

Este crescimento dos resultados verificou-se num ano marcado pela conclusão “do processo de aquisição e de fusão simplificada por incorporação do Banco Popular Portugal no Banco Santander Totta”, refere o banco em comunicado. “Com esta aquisição, o Santander Totta torna-se no maior banco privado no que se refere ao crédito da atividade doméstica, ocupando a segunda posição no ranking dos depósitos”.

Comentários ({{ total }})

Vieira Monteiro: “Comissões estão num nível razoável. Não devemos mexer”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião