Ex-presidente da Fed diz que preço das ações está elevado

  • ECO
  • 4 Fevereiro 2018

Janet Yellen assumiu durante uma entrevista publicada este domingo, pela CBS que ficou decepcionada por não continuar no cargo. Yellen considera que o preço das ações e do imobiliário está elevado.

Apesar de não falar em bolha imobiliária, nem em bolha do mercado de capitais, a ex- presidente da Reserva Federal Americana (Fed), Janet Yellen considera que o preço das ações está em níveis elevados.

As afirmações foram feitas durante uma entrevista concedida pela ex-presidente da FED, numa entrevista transmitida este domingo pela CBS, no programa “Sunday Morning”, onde acaba por confessar que ficou desiludida com Trump por não ter sido reconduzida à frente da FED.

“Deixei claro que queria continuar, por isso, sim posso dizer que fiquei com uma sensação de desilusão”, deixou escapar a ex-mulher forte da FED.

A propósito do preço das ações, e depois do mercado de capitais dos Estados Unidos estar a registar máximos históricos, referiu: “Não quero dizer muito elevado, mas quero dizer elevado”.

De resto, a ex-presidente da FED, que foi substituída este sábado por Jerome Powell, considerou também que os preços no imobiliário estão também elevados. “Também estão elevados em relação ao valor das rendas”, sublinhou.

Apesar destas notas, Janet Yellen disse não saber dizer se trata de uma bolha ou de uma valorização elevada, mas não deixou de dizer que é “uma fonte de preocupação que as avaliações dos ativos estejam tão elevadas“.

Ainda assim, a ex-presidente da FED não mostra preocupação com um eventual impacto de uma correção desses ativos na economia e no sistema financeiro.

“O sistema financeiro está muito mais capitalizado. O sistema bancário está mais resiliente. A acontecer uma descida na avaliação dos ativos não vai danificar indevidamente o coração do nosso sistema financeiro”, garantiu.

Para o sucessor, Jerome Powell, a ex-presidente da FED, teve apenas palavras elogiosas. “É cuidadoso, equilibrado e dedicado ao serviço público”, referiu.

O jornalismo continua por aqui. Contribua

Sem informação não há economia. É o acesso às notícias que permite a decisão informada dos agentes económicos, das empresas, das famílias, dos particulares. E isso só pode ser garantido com uma comunicação social independente e que escrutina as decisões dos poderes. De todos os poderes, o político, o económico, o social, o Governo, a administração pública, os reguladores, as empresas, e os poderes que se escondem e têm também muita influência no que se decide.

O país vai entrar outra vez num confinamento geral que pode significar menos informação, mais opacidade, menos transparência, tudo debaixo do argumento do estado de emergência e da pandemia. Mas ao mesmo tempo é o momento em que os decisores precisam de fazer escolhas num quadro de incerteza.

Aqui, no ECO, vamos continuar 'desconfinados'. Com todos os cuidados, claro, mas a cumprir a nossa função, e missão. A informar os empresários e gestores, os micro-empresários, os gerentes e trabalhadores independentes, os trabalhadores do setor privado e os funcionários públicos, os estudantes e empreendedores. A informar todos os que são nossos leitores e os que ainda não são. Mas vão ser.

Em breve, o ECO vai avançar com uma campanha de subscrições Premium, para aceder a todas as notícias, opinião, entrevistas, reportagens, especiais e as newsletters disponíveis apenas para assinantes. Queremos contar consigo como assinante, é também um apoio ao jornalismo económico independente.

Queremos viver do investimento dos nossos leitores, não de subsídios do Estado. Enquanto não tem a possibilidade de assinar o ECO, faça a sua contribuição.

De que forma pode contribuir? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

Obrigado,

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Ex-presidente da Fed diz que preço das ações está elevado

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião