Eurostat vai ser liderado pela primeira vez por uma mulher

Mariana Kotzeva é a primeira mulher a dirigir o Eurostat.

A Comissão Europeia anunciou esta quarta-feira que escolheu a búlgara Mariana Kotzeva para diretora-geral do Eurostat. É a primeira vez que uma mulher dirige o gabinete de estatísticas europeu. Kotzeva é também a primeira búlgara a ter um cargo de diretora-geral na estrutura da Comissão Europeia.

Desde 2012 que Mariana Kotzeva é conselheira especial do Eurostat. Em 2014 passou ao cargo de vice-diretora-geral. A 1 de janeiro de 2017 passou a ser a diretora-geral interina do Eurostat, mas só agora é que foi oficialmente nomeada pela Comissão Europeia para o cargo. Em reação, a búlgara disse no Twitter estar “muito orgulhosa de ser a primeira mulher a chefiar o Eurostat“.

Antes de chegar às instituições europeias, Kotzeva foi presidente do Instituto Nacional de Estatística búlgaro, tendo trabalhado em várias posições no Estado. Além disso, trabalhou em projeto nas Nações Unidas e no Banco Mundial.

Mariana Kotzeva é mestre em economia e tem um PhD em estatísticas e econometria. Fala búlgaro, inglês, francês e russo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Eurostat vai ser liderado pela primeira vez por uma mulher

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião