Lucros e dividendo da F. Ramada disparam. Ações também: 9%

As ações da F. Ramada estão em forte alta, depois de quinta-feira a empresa que se prepara para entrar no PSI-20 ter reportado uma subida 300% nos lucros e anunciado um aumento de 700% no dividendo.

A F. Ramada está em forte alta nesta sessão bolsista. As suas ações valorizam perto de 9%, apoiadas num fluxo de notícias positivas em seu torno. Depois de se saber que iria integrar o PSI-20, o disparo dos seus lucros e do dividendo anunciados na quinta-feira suportam a forte subida do título.

As ações da F. Ramada seguem a valorizar 8,59, para os 13,9 euros, neste arranque de sessão para um novo recorde. Esta subida acontece depois de nesta quinta-feira a empresa ter anunciado uma subida de 300% nos seus lucros e que vai aumentar o dividendo em 700%, para os 2,23 euros por ação. Boas notícias que surgem a dias de ingressar no principal índice bolsista nacional.

F. Ramada em alta

A F. Ramada alcançou lucros de 56,7 milhões de euros no ano passado, um resultado altamente inflacionado pela venda da totalidade da participação financeira no grupo Base, que representou uma mais-valia de cerca de 40 milhões de euros.

Face a este encaixe, está em cima da mesa uma proposta da administração à assembleia geral de acionistas para distribuir dividendos de 2,23 euros por ação, refletindo um aumento de 700% face aos dividendos de 0,28 euros pagos há um ano.

São só boas notícias para os acionistas, mas também para os investidores em geral que focam assim as suas atenções em torno do título apoiando a sua valorização.

A F. Ramada integra o PSI-20 a 23 de março, para substituir a Novabase que estava no índice há apenas cerca de um ano.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Lucros e dividendo da F. Ramada disparam. Ações também: 9%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião