Associado da Miranda no Portugal eHealth Summit

Miguel Navarro de Castro, Associado Coordenador do Departamento de Direito Público da Miranda & Associados, foi convidado a moderar a sessão que decorre amanhã, dia 22.

Miguel Navarro de Castro, associado coordenador do departamento de Direito Público da Miranda & Associados, foi convidado a moderar a sessão “e-Procurement Platforms”, que terá lugar amanhã (22 de março), no âmbito do “Portugal eHealth Summit”.

A iniciativa, organizada pela SPMS – Serviços Partilhados do Ministério da Saúde, EPE, é promovida, pelo segundo ano consecutivo, com o intuito de contribuir para a valorização do conhecimento e partilha de experiências através de conferências, exposições e fóruns nas temáticas “Mercados Digitais”, “Transformação Digital”, “eProcurement”, “SNS + Proximidade” e “Artificial Intelligence & Data”, tendo como ambição máxima impulsionar o posicionamento estratégico do nosso país na área do eHealth, à escala internacional.

Envolvendo, entre outras organizações, entidades ligadas ao setor da Saúde, organismos da Administração Pública, empresas do Setor Tecnológico, Indústria Farmacêutica e Startups, o “Portugal eHealth Summit” reúne tecnologia e inovação em saúde, com o objetivo de encontrar as melhores respostas e soluções para os Cidadãos, Profissionais e Instituições de Saúde.

Com mais de dez mil participantes em sala e mais de seis mil pessoas a assistirem em direto (live streaming), a 1ª edição (em 2017), foi o maior evento alguma vez realizado em Portugal, focado no processo de transformação digital na Saúde.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Associado da Miranda no Portugal eHealth Summit

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião