Dos investimentos às finanças pessoais. Goldman Sachs tem nova aposta

Goldman Sachs acaba de adquirir uma aplicação focada na gestão das finanças pessoais. Banco norte-americano quer assim diversificar as suas fontes de receita e apostar no negócio da banca digital.

Com a diversificação das suas fontes de receita na mira, o Goldman Sachs acaba de adquirir uma aplicação móvel especializada em finanças pessoais. Chama-se Clarity, já é utilizada por mais de um milhão de norte-americanos e é a mais recente adição ao braço desta instituição que, no último ano e meio, se tem dedicado à banca digital.

Criada em abril de 2016, a Clarity é uma aplicação grátis que usa as contas e os cartões de crédito dos seus utilizadores como base para sugerir a renegociação de empréstimos e pagamentos, bem como o cancelamentos de assinaturas. Tudo isto em prol de uma melhor gestão das finanças pessoais desses clientes, avança o Financial Times.

Até ao momento, a aplicação já levantou 15 milhões de dólares (quase 12,2 milhões de euros) em capital de risco junto de múltiplos investidores, nomeadamente a Citi Ventures, a Bessemer Venture Partners, a Sherpa Capital e a Soros Capital.

Fora com a tradição

A compra da Clarity é apenas o passo mais recente numa série de decisões que o Goldman Sachs tem tomado no sentido da sua modernização.

Por um lado, no quadro da disrupção tecnológica e do endurecimento da regulação da negociação bolsista, o banco norte-americano espera assim conseguir mais fontes de receitas para compensar as alterações referidas.

Por outro, esta aquisição integra a estratégia do banco no sentido de apostar no negócio da banca digital. O seu braço dedicado a esta atividade — o Marcus — já reuniu 20 mil milhões de dólares (16,2 mil milhões de euros) em depósitos. Até ao momento, esta divisão do banco de investimento em causa já conta com 500 mil clientes.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Dos investimentos às finanças pessoais. Goldman Sachs tem nova aposta

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião