Dirigente da Porsche em prisão preventiva desde quinta-feira

  • Lusa
  • 20 Abril 2018

Um dirigente da Porsche foi detido preventivamente na Alemanha na sequência das buscas ligadas ao vasto escândalo dos motores diesel falsificados, anunciou um porta-voz do construtor automóvel.

Um dirigente da Porsche foi detido preventivamente na Alemanha na sequência das buscas ligadas ao vasto escândalo dos motores diesel falsificados, anunciou um porta-voz do construtor automóvel.

O patrão da Porsche, Oliver Blume, “informou os trabalhadores da decisão do Ministério Público de Estugarda de ter colocado um dirigente da empresa em prisão preventiva”, informou um porta-voz da marca de automóveis de luxo pertencente ao grupo Volkswagen, citado pela AFP.

Segundo os jornais alemães Bild e Wirtschaftwoche, o responsável detido é Jörg Kerner, ex-responsável dos motores da Porsche, que trabalhava na Audi quando se conheceu o escândalo.

Sem precisar a identidade do detido, um porta-voz do Ministério Público de Estugarda confirmou a detenção na quarta-feira de um suspeito por “risco de fuga e de dissimulação de prova”, logo depois das buscas nas casas de dois responsáveis e de um ex-quadro da Porsche. O detido está em prisão preventiva desde quinta-feira à noite.

“A Porsche não desenvolve nem produz motores diesel ou aparelhos associados”, defendeu-se hoje o patrão da marca de luxo num ‘email’ enviado aos trabalhadores e citado pela imprensa alemã.

Oliver Blume considerou “inadmissível” os aparelhos instalados nos motores diesel e suspeitos pela Justiça alemã de estarem viciados e assegurou que a Porsche não estava ao corrente da situação.

Mais de 160 polícias e trinta magistrados foram mobilizados na quarta-feira para uma vasta operação de buscas em dez locais da Baviera e em Bade-Wurtemberg, visando “um membro da direção e um alto responsável da Porsche”, bem como um antigo quadro do grupo que, entretanto, passou para a Audi, indicou uma fonte do Ministério Público de Estugarda.

Estas foram as primeiras buscas visando a Porsche no âmbito do dossier que envolve desde o início de 2015 o conjunto do Grupo Volkswagen, proprietário da marca.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Dirigente da Porsche em prisão preventiva desde quinta-feira

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião