Sócia da Miranda em conferência da CIArb European Branch

A conferência anual organizada pelo CIArb European Branch terá lugar nos dias 27 e 28 de abril, em Lisboa. Sofia Martins, integrará, no segundo dia, um dos painéis.

Sofia Martins, sócia da Miranda, responsável pela coordenação da área de prática de Contencioso e Arbitragem da Firma e vogal do Conselho do Centro de Arbitragem da Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa, será uma das intervenientes da conferência anual organizada pelo CIArb European Branch, que terá lugar nos dias 27 e 28 de abril, em Lisboa. Sofia Martins, integrará, no segundo dia do evento, o painel “CIArb meets the Arbitration Center of the Portuguese Chamber of Commerce”.

A iniciativa, que juntará na capital portuguesa dezenas de arbitralistas nacionais e internacionais, centrará o debate em temáticas como a execução de sentenças arbitrais, a arbitragem nos países de língua portuguesa, os mecanismos de resolução de conflitos no setor marítimo, a arbitragem no desporto, entre outras.

Sofia Martins é também membro da APA (cuja Direção integra desde 2014), do Club Español del Arbitraje (CEA), da IBA – International Bar Association (sendo officer da Comissão de Arbitragem desde março de 2017), da Comissão de Arbitragem e ADR da Câmara de Comércio Internacional e do International Council for Commercial Arbitration (ICCA).

O CIArb European Branch (The European Branch of the Chartered Institute of Arbitrators) foi criado em 1993. É atualmente considerado uma das instituições de maior prestígio, a nível mundial, no que respeita à resolução de conflitos. O CIArb European Branch congrega cerca de 600 membros originários de 35 países.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Sócia da Miranda em conferência da CIArb European Branch

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião