Rui Rio considera “má notícia” as previsões da Comissão sobre o défice

  • Lusa
  • 3 Maio 2018

O líder do PSD disse esperar que estas previsões da Comissão Europeia não se concretizem, sustentando que a descida do défice é “absolutamente vital" para o equilíbrio da economia portuguesa. 

O presidente do PSD, Rui Rio, considerou esta quinta-feira uma “má notícia” as previsões de primavera da Comissão Europeia para Portugal relativamente ao défice, defendendo que este deveria baixar um pouco todos os anos. Por sua vez, Marcelo Rebelo de Sousa considerou essas previsões uma “muito boa notícia”.

“O abrandamento da economia portuguesa já sabemos. Está no programa de estabilidade e foi um dos motivos de crítica do PSD da pouca ambição relativamente ao crescimento. No que concerne ao défice, se assim for, é uma má notícia, porque o défice público foi de 0,9 em 2017. Aquilo que se impõe é que em 2018 seja um défice menor e em 2019 ainda menos”, disse o líder social-democrata, à margem de uma visita de mais de uma hora à empresa Simoldes, em Oliveira de Azeméis, no distrito de Aveiro.

O líder do PSD disse esperar que estas previsões da Comissão Europeia não se concretizem, sustentando que a descida do défice é “absolutamente vital” para o equilíbrio da economia portuguesa. “Esperamos que as previsões da Comissão Europeia sejam negativas relativamente àquilo que vai ser a realidade. Não é defensável que o Governo não baixe o défice todos os anos um bocado”, afirmou.

A Comissão Europeia estima que o défice português deste ano e do próximo seja superior ao previsto pelo Governo, de 0,9% e 0,6% do PIB, respetivamente, e admite que novos apoios à banca possam piorar as estimativas.

Nas previsões de primavera divulgadas esta quinta-feira, a Comissão Europeia projeta um défice orçamental português de 0,9% do Produto Interno Bruto (PIB), “com o impacto de outras operações de apoio à banca, em particular a ativação do Mecanismo de Contingente de Capital do Novo Banco (0,4% do PIB), enquanto o défice excluindo medidas extraordinárias deve melhorar para 0,5% do PIB”.

Marcelo considera previsões uma “muito boa notícia”

Contrariamente a Rui Rio, Marcelo Rebelo de Sousa considera estas previsões uma “muito boa notícia”, porque “é sempre muito conservadora” e tem vindo a melhorar as suas estimativas. “São boa notícia, são muito boa notícia. A Comissão Europeia é sempre muito cuidadosa, é sempre muito conservadora”, afirmou o chefe de Estado, em resposta aos jornalistas, no final de uma iniciativa na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

Marcelo Rebelo de Sousa referiu que, “sendo muito conservadora”, a Comissão Europeia “tem vindo a aumentar este ano, a aumentar no ano que vem, a previsão de crescimento e até a melhorar a previsão de défice“. “Ainda quando fica aquém daquilo que é a visão das autoridades portuguesas quanto à evolução dessas variáveis, é muito positivo para o nosso país”, acrescentou.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Rui Rio considera “má notícia” as previsões da Comissão sobre o défice

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião