Petróleo em máximos de 2014 puxa por Wall Street

  • Marta Santos Silva
  • 7 Maio 2018

A escalada dos preços do petróleo nos mercados internacionais está a puxar pelas cotadas do setor, permitindo um arranque de semana positivo em Wall Street.

Wall Street arrancou a semana em alta. As praças norte-americanas estão a valorizar, beneficiando do comportamento das empresas do setor petrolífero, isto numa altura em que as cotações da matéria-prima tocam máximos de 2014.

O índice de referência S&P 500 ganhava 0,22% ao toque da campainha de abertura, para chegar 2.669,36 pontos, enquanto o industrial Dow Jones subia 0,23%, para os 24.317,66 pontos. Já o tecnológico Nasdaq subia com um pouco mais de pujança, alcançando os 7.241,82 pontos, uma subida de 0,45%.

É a primeira vez desde novembro de 2014 que o barril de crude está a acima dos 70 dólares por barril em Nova Iorque. Por detrás desta valorização está o risco da imposição de novas sanções ao Irão, devido a alegadas falhas cometidas no âmbito do acordo nuclear, assim como a crise económica na Venezuela, que também é produtora desta matéria-prima. As principais energéticas norte-americanas estão a ser favorecidas com esta tendência: a Exxon ganhava 1,1% e a Chevron 0,7%.

Peter Cardillo, analista da Spartan Capital Securities em Nova Iorque, escreveu numa nota aos clientes, citada pela Reuters: “Com o acordo do Irão a tremer e as conversações da NAFTA a chegarem a uma fase final, é natural que os mercados permaneçam voláteis”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Petróleo em máximos de 2014 puxa por Wall Street

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião