E vão dois. Inforphone junta-se a Grupovarius e rescinde contrato de patrocínio com o Sporting

A Grupovarius, empresa que se dedica à exportação, e a Inforphone, parceira tecnológica do clube, anunciaram o fim dos contratos com o Sporting, no quadro de crise atual.

O Sporting acaba de perder dois dos seus patrocinadores. Depois de Bruno de Carvalho ter garantido que não se vai demitir, a Grupovarius avançou, esta sexta-feira, que irá “desencadear os mecanismos legais de forma a desvincular-se” do clube dos verdes e brancos. A Inforphone, parceira tecnológica do clube, anunciou que irá também cortar laços, porque “já não existem condições” para os manter e porque a marca Sporting está mesmo a “prejudicar o bom nome e imagem” da empresa.

A comissão executiva do Sporting clube de Portugal deveria ter-se demitido, elevando assim os superiores interesses do clube e dos sócios”, escreve o presidente executivo da Grupovarius, num comunicado partilhado na sua página do Facebook.

A Grupovarius acusa a liderança do Sporting de “arrogância e prepotência” e considera, assim, que não pode “continuar ligado a uma imagem de violência, escândalos e incongruências” que tem ficado associada ao clube, no âmbito da operação Cash Ball e na sequência das agressões sofridas pelos jogadores, esta terça-feira. A demissão em bloco dos membros dos órgãos sociais e da direção do Sporting também contribuiu para esta decisão, explica a companhia, que se dedica à exportação de bens alimentares.

“Quero deixar um enorme abraço ao Mestre de Judo, à sua equipa técnica e a todos os atletas com que tivemos o prazer de conhecer e apoiar, e dizer que lamentamos, no entanto tenho a certeza que compreendem a nossa decisão“, acrescenta o líder da companhia, referindo que, como sócio do clube, tem uma “enorme vergonha do atual momento”. “Vejo um futuro muito negro”, nota ainda.

Igual pessimismo está a expressar a Inforphone, parceira tecnológica do Sporting. “O grupo irá desencadear os mecanismos legais para a desvinculação do contrato assinado entre as partes, nomeadamente por a marca Sporting estar a prejudicar o bom nome e imagem da nossa marca”, enfatiza o CEO da empresa, em comunicado.

Na opinião de Tiago Ramos, “já não existem condições” para que se mantenha o laço atual (e que se deveria estender até 2019). O responsável diz que a atual imagem do Sporting “origina um sentimento de vergonha” e demonstra “desrespeito pelo nosso esforço em investir no clube e estar associado ao mesmo”.

Recorde-se que, na quarta-feira, o jornal O Jogo adiantou que também a Nos (patrocinadora premium do Sporting) estava a estudar a rescisão dos contratos milionários de publicidade. A gigante das telecomunicações acabou por rejeitar essa notícia deixando, contudo, o aviso de que “situações pouco dignificantes” como aquela que ocorreu em Alcochete não devem repetir-se.

Esta quarta-feira, Bruno de Carvalho garantiu que não se vai demitir, mesmo face a um “ataque interno e externo sem precedentes na história” do clube. Isto apesar de Álvaro Sobrinho — principal acionista do Sporting — ter exigido a saída de Carvalho, porque “não merece confiança”, e de vários membros dos órgãos sociais terem deixado os suas posições de modo a pressionar a direção do clube.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

E vão dois. Inforphone junta-se a Grupovarius e rescinde contrato de patrocínio com o Sporting

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião