Governo escolhe Nuno Mangas para liderar IAPMEI

Governo já tem substituto para Jorge Santos, que abandonou agência após atingir idade máxima legal para o exercício de cargos públicos. Nuno Mangas chega ao IAPMEI vindo do Politécnico de Leiria.

Nuno Mangas é o novo presidente do conselho diretivo do IAPMEI, após a saída de Jorge Santos no dia 18 de abril, quando este completou 70 anos de idade e atingiu o limite legal de idade para o exercício de funções públicas.

“A designação ora efetuada fundamenta-se na experiência profissional do designado e na reconhecida aptidão para exercer o respetivo cargo conforme o atesta a sua nota curricular”, diz o Ministério da Economia num despacho assinado pelo ministro Caldeira Cabral que publicado esta quinta-feira em Diário da República.

Mangas, 50 anos, é doutorado em Ciências da Educação pela Universidad de Extremadura, sendo licenciado em Engenharia Eletrotécnica pela Universidade do Minho. Como experiência profissional, foi presidente do Instituto Politécnico de Leiria entre 2009 e o início deste ano e presidiu ainda ao Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos nos últimos dois anos, segundo a nota curricular que acompanha o despacho. Foi ainda vice-presidente da Nerlei, a Associação Empresarial da Região de Leiria.

O IAPMEI é tutelado pelo Ministério da Economia e desenvolve a sua atividade no sentido de promover a competitividade e o crescimento empresarial, visando o reforço da inovação, do empreendedorismo e do investimento empresarial, sobretudo PME.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Governo escolhe Nuno Mangas para liderar IAPMEI

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião