Orsted A/S nega interesse na EDP Renováveis

Empresa dinamarquesa nega qualquer interesse numa operação de compra de parte ou da totalidade da EDP-R.

A “Orsted A/S, como um player líder no setor das energias renováveis, e que ativamente monitoriza o mercado, incluindo (sem limitação) quaisquer oportunidades de investimento alinhadas com a estratégia de negócio. Ainda assim, a Orsted A/S não está presentemente a preparar uma potencial transação relativamente a toda ou a uma parte das ações da EDP Renováveis, ou outros ativos”. É desta forma que a empresa responde, em comunicado à CMVM, às notícias divulgadas durante a tarde desta terça-feira sobre a circunstância “de a empresa se encontrar a avaliar uma potencial operação sobre a EDP Renováveis, sociedade com ações admitidas à negociação em mercado regulamentado a funcionar em Portugal, com eventual propósito de poder vir a apresentar oferta sobre esta sociedade”.

De acordo com o comunicado, a CMVM recorda que, “de acordo com a legislação aplicável e quando em causa esteja uma oferta pública de aquisição, logo que tome a decisão de lançamento o oferente deve enviar anúncio preliminar à CMVM, à sociedade visada e às entidades gestoras dos mercados regulamentados em que os valores mobiliários que são objeto da oferta ou que integrem a contrapartida a propor estejam admitidos à negociação, procedendo de imediato à respetiva publicação”.

Esta manhã, a Engie admitiu estar a preparar uma oferta concorrente à da China Three Gorges mas acrescentou ainda não ter tomado qualquer decisão, isto na sequência de a Bloomberg ter avançado que a elétrica francesa estaria interessada na empresa liderada por Manso Neto.

“A Engie gostaria de tornar claro que não tomou qualquer decisão relativamente à EDP Renováveis e não está, atualmente, a preparar qualquer oferta de aquisição sobre a EDP Renováveis”, sublinhou a empresa.

Já ao final desta tarde, a China Three Gorges contactou grandes elétricas como a Enel e a Iberdrola para perceber se tinham interesse em ficar com os ativos renováveis da EDP nos Estados Unidos, segundo a notícia avançada pela Reuters.

A EDP Renováveis, tal como a EDP, está a ser alvo de uma OPA por parte da chinesa e, no caso da Renováveis, o valor da contrapartida é de 7,33 euros, um preço muito inferior ao do mercado, e contra o qual a administração já se manifestou.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Orsted A/S nega interesse na EDP Renováveis

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião