Uma cerveja, um litro de gasolina e um T2. Em que cidades se paga mais?

  • Juliana Nogueira Santos
  • 26 Junho 2018

Lisboa ocupa a liderança nos combustíveis e a retaguarda na cerveja. Em Hong Kong, um T2 paga-se a preço de ouro.

Hong Kong passou este ano a ser a cidade mais cara do mundo, ultrapassando Luanda, que viu o seu mercado imobiliário perder força. As contas foram feitas pela Mercer, que viu Lisboa escalar como nunca antes uma cidade tinha feito.

A capital portuguesa ultrapassou 44 cidades para agora se colocar no 93.º lugar do ranking global de custo de vida. Está agora entre as 100 cidades mais caras, de uma seleção de 209. Mas isto visto de uma perspetiva mais ampla, porque para fazer o panorama total é preciso olhar de etiqueta em etiqueta.

A Mercer divulgou, assim, uma lista de produtos que vão desde um pacote de um litro de leite à renda mensal de um apartamento com dois quartos e há claros líderes para além de Hong Kong.

Lisboa leva prata na gasolina

O preço dos combustíveis tem sido um dos temas quentes da agenda política nacional, depois de o Parlamento ter aprovado, na generalidade, o fim do imposto adicional sobre o ISP. Os partidos da oposição argumentavam que, depois da austeridade, não fazia sentido manter a carga fiscal de forma a que os derivados do petróleo estivessem, em Portugal, a preços mais altos que no resto da União Europeia.

Neste estudo, a Mercer vem corroborar o argumento. Por entre todos as cidades analisadas — 209 — Lisboa é a segunda onde se encontra um litro de gasolina por um valor mais alto — 1,50 euros. Neste aspeto, é apenas ultrapassada por Hong Kong, onde o litro de gasolina custa 1,63 euros.

No gráfico abaixo, compara-se ainda o preço em Lisboa com o de mais três cidades: Luanda, Londres e Nova Iorque.

Preço de um litro de gasolina

Fonte: Mercer

Alojamento está ao preço de ouro em Hong Kong

Já relativamente ao imobiliário, e ainda que os preços em Lisboa estejam a aumentar consecutivamente, Lisboa fica atrás da maioria das cidades analisadas. A medalha vai para Hong Kong onde o arrendamento mensal de um apartamento com dois quartos, sem mobília, pelos padrões internacionais, “num bairro apropriado”, fica por 6.207,95 euros.

Aumentam-se os quartos, aumenta o preço. Um T3 custa uns módicos 10.863,91 euros mensais por mês. Estes valores comparam com os 2 mil euros registados em Lisboa, para o primeiro caso, e os 2.650 do segundo.

Na cidade mais cara do mundo, a pressão imobiliária está já a levar o Governo a pensar em construir para baixo, ou seja, escavar cavernas. Isto implicará uma transferência dos esgotos e dos reservatórios de água.

Renda mensal de um T2

Fonte: Mercer

Na cerveja, Lisboa está no fundo

Se na gasolina Lisboa está em primeiro lugar, na cerveja a cidade cai para o fundo do ranking. Segundo os dados da Mercer, uma cerveja de 0,33 cl custa 0,78 euros na capital portuguesa, comparando com os 2,29 euros que são cobrados em Luanda.

Preço de uma cerveja

Fonte: Mercer

Comentários ({{ total }})

Uma cerveja, um litro de gasolina e um T2. Em que cidades se paga mais?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião