Custo de vida em Lisboa dispara. Já é uma das 100 cidades mais caras do mundo

  • Juliana Nogueira Santos
  • 26 Junho 2018

Os preços das casas e dos combustíveis foram os fatores que mais pesaram nas contas da Mercer. Luanda já não é a cidade mais cara do mundo.

Turistas em Lisboa.Paula Nunes / ECO

Lisboa tem batido recordes em várias áreas, desde o turismo à inovação. Em março, a capital portuguesa destacou-se no ranking de Custo de Vida da Mercer e fez algo que nunca nenhuma antes tinha feito: ultrapassou 44 cidades neste indicador, deixando para trás cidades como Rio de Janeiro.

Segundo o estudo global da consultora, Lisboa passou do 137.º lugar para o 93.º, estando agora perto de cidades como Estocolmo, na Suécia, Hamburgo, na Alemanha, ou Seattle, nos Estados Unidos. A justificar esta escalada ímpar está não só o preço da habitação, como tem sido notícia dia após dia, mas também o preço dos combustíveis.

"No preço da gasolina, Lisboa é a cidade mais cara se compararmos com as cidades do top 5, com exceção de Hong Kong.”

Mercer

Estudo Global Mercer sobre Custo de Vida 2018

É certo que a oscilação entre o Euro e Dólar é o maior fator da subida, mas também existiu uma subida nos preços de bens e serviços como a habitação e restauração”, escrevem os especialistas da Mercer. “Por exemplo, no preço da gasolina, Lisboa é a cidade mais cara se compararmos com as cidades do top 5, com exceção de Hong Kong.

Luanda já não é a cidade mais cara do mundo

Por entre as 209 cidades incluídas neste estudo, há um novo número um. Enquanto Luanda foi, no ano passado, considerada pela mesma consultora a cidade mais cara do mundo, a cidade angolana desceu agora para o sexto lugar, tendo sido ultrapassada por cidades como Tóquio, Singapura ou Seul. A ocupar o primeiro lugar está agora Hong Kong.

Vista de Hong KongDR

Tiago Borges, principal responsável pela área de rewards da Mercer, explica o salto de Hong Kong: “Uma regulamentação monetária chinesa mais forte, uma economia florescente e uma pressão para ter o Yuan chinês como moeda internacional impulsionaram as cidades chinesas no ranking.”

Assim, na cidade mais cara do mundo, uma chávena de café custa 6,26 euros, um litro de leite custa 3,06 euros e um litro de gasolina cota nos 1,63 euros. Já no mercado imobiliário, o arrendamento de um apartamento com dois quartos, sem mobília, pelos padrões internacionais e “num bairro apropriado” custa 6.207,95 euros mensais. A renda mensal imóvel com três quartos e as mesmas condições é de 10.863,91 euros.

As dez cidades mais caras do mundo

  1. Hong Kong – Hong Kong
  2. Tóquio – Japão
  3. Zurique – Suíça
  4. Singapura – Singapura
  5. Seul – Coreia do Sul
  6. Luanda – Angola
  7. Xangai – China
  8. Jamena – Chad
  9. Pequim – China
  10. Berna – Suíça

Comentários ({{ total }})

Custo de vida em Lisboa dispara. Já é uma das 100 cidades mais caras do mundo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião