Rendas sobem mais de 20% este ano no Porto e em Lisboa

  • ECO
  • 9 Julho 2018

Desde 2015 que as rendas portuguesas têm vindo a subir. Em 2018, as rendas no Porto tiveram uma subida tão íngreme como em Lisboa, de 20%.

No primeiro trimestre de 2018, as rendas no Porto e em Lisboa subiram 20%, acima da média nacional de 13%. Os senhorios esperam cada vez menos tempo para encontrar inquilinos para uma casa vaga, acrescenta ainda o Diário de Notícias / Dinheiro Vivo esta segunda-feira, com base em dados da Confidencial Imobiliário.

Se em 2013 um proprietário esperava cinco meses, no Porto, para encontrar um inquilino, agora a média nacional é de dois meses, embora haja casos em que as casas nem sequer chegam a ser colocadas nos sites de aluguer.

O prazo médio de tempo “vago” de uma casa foi medido pelo Sistema de Informação Residencial da Confidencial Imobiliário e, nos primeiros três meses, foi igual — situando-se nos dois meses — para o Grande Porto e a Grande Lisboa. O reduzido tempo de espera deve-se a um aumento da procura que não tem uma oferta correspondente.

O mercado imobiliário do Porto foi o principal responsável pela subida nacional de 13% nas rendas no primeiro trimestre, já que a cidade nortenha teve o seu aumento mais elevado nos últimos sete anos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Rendas sobem mais de 20% este ano no Porto e em Lisboa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião