António Vitorino renuncia ao conselho de administração do Santander Totta

Esta renúncia segue-se à saída da presidência da mesa da assembleia-geral da EDP.

António Vitorino renunciou ao cargo de vogal do conselho de administração do banco Santander Totta, depois de ser eleito novo diretor-geral da Organização Internacional para as Migrações.

Segundo o comunicado do banco Santander Totta, desta segunda-feira, a renúncia data de 31 de julho. Vitorino já tinha também cessado funções como presidente da mesa da assembleia-geral da EDP, visto que estaria presente em reuniões decisivas relativamente à OPA da China Three Gorges.

Para além disso, desempenhava ainda o papel de senior advisor do Bank of America Merrill Lynch, o assessor financeiro da China Three Gorges.

O socialista já foi comissário europeu e juiz do Tribunal Constitucional, bem como deputado e ministro da Defesa Nacional. Preencheu o cargo de presidente da mesa da Assembleia Geral do Santander Totta antes de passar para vogal.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

António Vitorino renuncia ao conselho de administração do Santander Totta

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião