Volkswagen vai partilhar automóveis elétricos. Serviço We Share chega já em 2019

A Volkswagen vai lançar, em 2019, um novo serviço de car sharing, a que deu o nome de We Share. Berlim é a primeira cidade a recebê-lo, mas a aplicação vai ser alargada a "toda a Europa".

O “We Share” será o novo serviço de partilha de automóveis elétricos, a ser lançado a partir de 2019.Volkswagen

A Volkswagen “está em profunda transformação” e vai lançar um serviço de partilha de automóveis elétricos no segundo trimestre de 2019. O We Share arrancará “no segundo trimestre de 2019” e contará com 1.500 automóveis da gama e-Golf, na cidade de Berlim (Alemanha), mas tem planos para se expandir para “toda a Europa” e por “cidades selecionadas” nos EUA e no Canadá. Eventualmente, deverá chegar também a Portugal.

“No âmbito da sua ofensiva digital, a Volkswagen anunciou que lançará um novo serviço de partilha de carros totalmente elétricos, com a marca We Share”, disse a empresa num comunicado. “A primeira frota de veículos será lançada na capital alemã, Berlim, e incluirá 1.500 e-Golf quando o serviço começar a operar no segundo trimestre de 2019, a que se juntarão posteriormente 500 e-up! Estes veículos serão gradualmente substituídos pelos primeiros modelos da nova família Volkswagen I.D. em 2020”, acrescenta a fabricante alemã.

O conceito será escalável e, segundo a Volkswagen, “o serviço será, depois expandido a toda a Europa bem como a cidades selecionadas nos EUA e no Canadá”. O critério de seleção “dá prioridade a cidades com mais de um milhão de habitantes”, revela a companhia no mesmo comunicado. Com este serviço, a Volkswagen pretende garantir “a disponibilidade de veículos elétricos para os clientes a qualquer momento”. Em cima da mesa está ainda o plano de ampliar a abrangência do We Share “a veículos mais pequenos, como soluções de micro mobilidade elétrica”.

Daqui para a frente, os modelos da Volkswagen serão cada vez mais como dispositivos digitais sobre rodas.

Jürgen Stackmann

Membro do Conselho de Administração da Volkswagen

A empresa anunciou esta semana um plano de transformação para “acelerar o processo de desenvolvimento do seu ecossistema na área do software através de know-how próprio ou em conjunto com parceiros externos”, uma necessidade introduzida pela digitalização da sociedade e da economia. É por isso que a empresa reconhece que “o automóvel evoluirá para um ‘hub central na internet das coisas'”. Isto é, “uma verdadeira cloud para ligar carros e clientes que beneficiarão de serviços com a partilha de automóveis”.

A empresa encontra-se a desenvolver a plataforma digital “Volkswagen We”, onde integrará todos os novos serviços, incluindo o novo serviço de partilha de automóveis, sobre o qual não avançou mais detalhes. “Daqui para a frente, os modelos da Volkswagen serão cada vez mais como dispositivos digitais sobre rodas. Este sistema complementa a experiência da Volkswagen sobre rodas e permite que o cliente leve o seu mundo ao seu veículo”, afirma Jürgen Stackmann, administrador da Volkswagen. Para desenvolver estes novos “negócios digitais”, a fabricante alemã tem previsto um investimento de 3,5 mil milhões de euros.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Volkswagen vai partilhar automóveis elétricos. Serviço We Share chega já em 2019

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião