Subida dos juros não trava queda da moeda. Peso argentino afunda 12%

O Banco Central da Argentina subiu os juros em 15 pontos percentuais, para 60%, esta quinta-feira. Mas isso não impediu mais uma queda no valor do peso. A divisa afundou 12%.

O valor do peso argentino manteve a trajetória de queda acentuada, apesar da decisão do banco central argentino de subir a taxa de juro em 15 pontos percentuais, fixando-a nos 60%. Segundo o Financial Times (acesso condicionado), a queda do valor da divisa está a ameaçar a credibilidade do governo.

O peso fechou a sessão desta quinta-feira com uma queda de 12% face ao dólar, com um dólar a valer 38,53 pesos. O deslize da divisa surgiu depois de o presidente da Argentina, Mauricio Macri, ter apelado ao Fundo Monetário Internacional (FMI) para que acelere o desbloqueio das tranches no âmbito do resgate de 50 mil milhões de dólares ao país.

Christine Lagarde, líder do FMI, já instruiu a equipa a trabalhar em conjunto com as autoridades argentinas para, eventualmente, recalendarizar o programa de assistência financeira à Argentina.

“Tendo em consideração as condições de mercado mais adversas, que não tinham sido totalmente antecipadas no programa original da Argentina, as autoridades vão trabalhar para rever o plano económico do Governo, com foco em isolar melhor o país das recentes alterações nos mercados financeiros globais”, disse Christine Lagarde.

As economias de países em desenvolvimento têm enfrentado dificuldades em pagar aos seus credores, num contexto em que o dólar tem vindo a ganhar valor devido ao crescimento da economia norte-americana, sublinha o Financial Times.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Subida dos juros não trava queda da moeda. Peso argentino afunda 12%

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião