Das TV 8K aos drones inteligentes. Cinco gadgets que vai querer ter

A IFA, a feira que junta em Berlim a esmagadora maioria das marcas de eletrónica de consumo, foi marcada por várias novidades: das televisões gigantes aos drones que reconhecem o dono.

A cidade de Berlim volta a ser palco de mais uma edição da IFA, uma das maiores feiras de tecnologia e eletrónica de consumo em todo o mundo. É lá que as marcas, das maiores às menos conhecidas, aproveitam a afluência do público e dos jornalistas para mostrarem o que de melhor estão a desenvolver. Sim, estamos a falar de tecnologia: gadgets, não só os telemóveis como as televisões, que este ano foram as rainhas da feira. Conheça alguns dos produtos expostos na IFA 2018 que geraram mais buzz na comunicação social.

Samsung Q900R 8K QLED TV

Longe vão os tempos em que a Samsung aproveitava a IFA para lançar um novo Galaxy Note — aliás, o novo Note 9 já anda por aí. Mas a empresa tinha prometido uma surpresa para esta IFA. E… dito e feito: a marca sul-coreana lançou uma TV com qualidade 8K e tecnologia de upscaling, o que significa que é capaz de transformar conteúdos de qualidade inferior em imagens 8K de muita, muita alta resolução.

A imprensa especializada destaca o detalhe das imagens e o design do produto, mas lembra que uma televisão assim tão grande (são 85 polegadas de diâmetro) pode não caber em muitos lares. Ainda não é certo qual vai ser o preço deste ecrã gigante, mas já foi confirmado que vai chegar ao mercado ainda este ano.

Sony Xperia XZ3

É o novo flagship da Sony: um telemóvel grande, com seis polegadas de ecrã e… tecnologia OLED. Isso mesmo: a tecnologia é a mesma que permite a qualidade invejável do ecrã do iPhone X, mas também de muitos outros modelos Android que já a usavam antes da Apple. A Sony entra agora no mercado com este aparelho com 4 GB de RAM e uma câmara de 19 MP.

A imprensa especializada destaca a qualidade da imagem e o design melhorado face ao modelo anterior (Xperia XZ2), mas alerta os potenciais compradores de que este modelo não traz entrada para auscultadores, o que significa que terá de usar um adaptador ou um par de headphones com Bluetooth. Há também críticas ao sítio onde a Sony pôr o sensor de impressões digitais: mesmo no meio da parte traseira.

Huawei AI Cube

Numa altura em que as assistentes virtuais estão cada vez mais na moda, todas as principais marcas querem ter algo para mostrar (vender?) neste campo. Depois desta IFA, a Huawei é a nova fabricante a entrar numa corrida onde também participam a Amazon, a Google, a Samsung e a Apple. A Huawei, enquanto especialista em redes, juntou a uma coluna de alta-fidelidade a capacidade de também servir de router 4G e de responder a comandos de voz.

E as voltas que a vida dá. Fique a saber que a assistente que virá embutida no AI Cube da Huawei é a Alexa, a mesma que vive nos smart speakers Echo da Amazon. O produto com que a marca chinesa se estreia neste mercado está, por isso, a impressionar: é como se o Amazon Echo se tivesse fundido com o Apple HomePod e com um Google Wi-Fi (o router da gigante tecnológica que também parece ser uma assistente virtual… mas é só um router muito bom).

Casio Pro Trek Smart WSD-F30

Outrora, a Casio fez um dos relógios mais populares e resistentes de que há memória (lembra-se do F-91WE?). Agora, quer extrapolar a mesma experiência para o mundo dos smartwatches. O novo Pro Trek Smart WSD-F30 está a ser visto como o relógio inteligente para quem tem uma vida muito ativa, mas que não tem grande interesse em acompanhar métricas como o ritmo cardíaco ou o número de passos — a característica principal é ser muito resistente. Ponto.

O novo relógio da Casio tem também um ecrã de duas camadas que, basicamente, lhe permite funcionar como relógio inteligente ou relógio normal, para poupar bateria. Nesta última opção, uma carga completa pode durar um mês.

Yuneec Mantis Q

Não é das marcas mais conhecidas, mas a chinesa Yuneec esteve em destaque nesta IFA ao apresentar o Mantis Q, um drone de 500 dólares que oferece algumas funcionalidades topo de gama. Uma é a câmara 4K, para imagens aéreas de cortar a respiração. Outra são os braços articulados que permitem dobrar e reduzir o tamanho do equipamento, para que seja mais fácil de transportar.

O Mantis Q tem ainda tecnologias avançadas: reconhece caras e responde a comandos de voz. O produto vai concorrer diretamente com alternativas semelhantes já colocadas no mercado pela líder DJI. Não é por acaso que, no que toca ao design, tem muitos traços idênticos aos do Mavic Pro, que é mais caro.

Comentários ({{ total }})

Das TV 8K aos drones inteligentes. Cinco gadgets que vai querer ter

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião