Rui Rio: Mandato de Joana Marques Vidal “terá sido o melhor desde o 25 de abril”

"A posição do PSD é que nós deveríamos aproveitar a nomeação de uma nova Procuradora-Geral da República para identificar os pontos negativos que há no funcionamento da Procuradoria", afirmou Rio.

O mandato de Joana Marques Vidal “terá sido, talvez, o melhor desde o 25 de abril”, afirmou Rui Rio, em declarações aos jornalistas. Para o social-democrata, que diz desconhecer os reais motivos que levaram à nomeação de Lucília Gago, “a forma como o Governo agiu não foi a melhor“, defendendo que “aquela que o PSD tinha defendido e sugerido era claramente a melhor“.

“A posição do PSD é que nós deveríamos aproveitar a nomeação de uma nova Procuradora-Geral da República para identificar os pontos negativos que há no funcionamento da Procuradoria-Geral da República (PGR) e dizer como se propõe alterar esses pontos negativos, porque a PGR melhorou bastante neste último mandato”, começou por esclarecer Rui Rio, afirmando, no entanto, que “continuam a haver naturalmente problemas”.

“Se nós nos lembrarmos dos muitos e muitos dossiês que têm vindo a público, e bem, significa que a PGR está a funcionar e a funcionar de uma forma independente, no entanto, os resultados práticos desses dossiês estão ainda muito aquém daquilo que é exigido num estado de direito democrático“, disse.

Para o economista, o Governo “fez aquilo que entendia que deveria fazer e não tem qualquer constrangimento legal”. “Nós entendíamos que quem fosse nomeado, mesmo que fosse novamente Joana Marques Vidal, era um momento importante para fazermos essa reflexão. Se não fosse nomeada Joana Marques Vidal, que nós entendíamos perfeitamente que fazia sentido que fosse nomeada outra vez, pois então nós defendíamos uma posição diferente, um modelo completamente diferente”.

A forma como o Governo geriu não foi a melhor, aquela que o PSD tinha defendido e sugerido penso que era claramente a melhor”, reiterou Rui Rio, defendendo que “a não recondução de Joana Marques Vidal deveria implicar um modelo diferente, de alguém de fora do Ministério Público (MP), de alguém de grande prestígio na sociedade portuguesa, e também não foi essa a linha que o Governo quis seguir”.

Assim, para ser nomeada Lucília Gago, Rio afirma que “tem de haver alguma diferença”. “Se não há nenhuma diferença, a pergunta é porque é que não continua a Joana Marques Vidal, independentemente do valor da Lucília Gago“? Mesmo assim, diz que “fazer uma revisão constitucional por causa deste aspeto não faz sentido nenhum neste momento” e que “da próxima vez que se fizer uma revisão constitucional, se se deve ou não incluir este aspeto, é um debate que se pode fazer”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Rui Rio: Mandato de Joana Marques Vidal “terá sido o melhor desde o 25 de abril”

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião