Moody’s tira Portugal de “lixo”. “É um sinal de que o caminho que escolhemos há três anos é credível”, diz Centeno

A subida do rating da dívida portuguesa pela Moody's é um "sinal claro" de que o "caminho escolhido há três anos" é credível. Quem o diz é Mário Centeno.

Na opinião do ministro das Finanças, a subida do rating da dívida portuguesa pela Moody’s é um “sinal claro” de que o “caminho escolhido há três anos” é credível. Em declarações aos jornalistas transmitidas pela RTP 3, Mário Centeno aproveitou ainda para sublinhar que o país goza atualmente da “confiança, reconhecimento e credibilidade”, nos mercados internacionais.

“Esta consolidação do rating no grau de investimento pelas quatro agências [S&P, Fitch, DBRS e, agora, Moody’s] é um sinal claro de que o caminho que escolhemos há três anos é credível, era possível, está a ser feito com base no equilíbrio das conta públicas mas também através de um crescimento inclusivo“, salientou o Governante.

De acordo com o ministro, o crescimento do país tem sido feito com base em dois pilares que “reforçam a confiança no futuro” do país: o investimento e as exportações. Sobre o setor financeiro, Centeno notou que está “mais sólido, resiliente e eficaz”.

“Este reconhecimento também é feito ao nível das finanças públicas. A redução consistente do défice orçamental é das maiores a nível europeus e tem contribuído para a redução da dívida pública”, disse.

A poucos dias da entrega do Orçamento do Estado para o próximo ano no Parlamento, Mário Centeno reforçou ainda que o “compromisso” de consolidação das contas públicas deve ser mantido.

“Hoje é um bom para a economia portuguesa”, concluiu o ministro. “Devemos estar todos orgulhosos”, acrescentou.

Esta noite, a agência Moody’s atribuiu uma classificação de investimento à dívida nacional. Depois de sete anos, três meses e dois dias, Portugal deixa assim de ser “lixo” nas três grandes agências de notação financeira (a Standard & Poor’s e a Fitch já tinham subido o rating em causa).

Na revisão desta sexta-feira, a Moody’s subiu em um nível a notação da dívida portuguesa, o suficiente para o rating luxo deixar a categoria “lixo”. Recorde-se que esta agência foi a a atirar o país para esse patamar, em julho de 2011, sendo agora a última a devolver a nota de qualidade ao país.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Moody’s tira Portugal de “lixo”. “É um sinal de que o caminho que escolhemos há três anos é credível”, diz Centeno

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião