Heinz-Peter Elstrodt sucede a Queiroz Pereira na Semapa

É oficial: Heinz-Peter Elstrodt será o novo chairman da Semapa, após a morte de Pedro Queiroz Pereira. João Castello Branco acumulará funções de CEO e chairman na Navigator e Secil.

É oficial: Heinz-Peter Elstrodt será o novo chairman da Semapa, após a morte de Pedro Queiroz Pereira, acabou de anunciar a empresa em comunicado ao mercado. João Castello Branco vai acumular o cargo atual de CEO com o de chairman das participadas Navigator e Secil “com efeito imediato”.

“Ambas as nomeações surgem em virtude da morte prematura do presidente do grupo, Pedro Queiroz Pereira em agosto último, que ocupava aqueles cargos”, adianta a Semapa numa nota enviada às redações.

Tal como o ECO avançou em primeira mão, foi escolhido um gestor estrangeiro e independente para liderar o grupo Semapa. Heinz-Peter Elstrodt tem experiência de acompanhamento em temas de governo e estratégia de empresas internacionais relevantes, nomeadamente em “family business”. “Nesta qualidade apoiou empresas líderes de controlo familiar em várias regiões do globo em processos de transição geracional e governo corporativo, matérias nas quais tem vindo a trabalhar nos últimos anos com o grupo“, frisa a Semapa.

O alemão ocupou ainda o cargo de chairman e de administrador não executivo em vários grupos internacionais e leciona na London Business School. Assumirá a presidência do conselho de administração da Semapa a partir do dia 1 de janeiro.

“Continuidade de modelo de separação de acionista e gestão”

O grupo adianta ainda que as alterações “são corolário de um trabalho que já se tinha vindo a desenvolver para preparar a transição geracional antes do falecimento de Pedro Queiroz Pereira”.

“Refletem o desejo acionista de dar continuidade a um modelo de separação entre a esfera acionista e a esfera de gestão e de continuar a apostar na profissionalização do mesmo, não só a nível da gestão executiva mas também em matérias de governo e de gestão não executiva”, acrescenta ainda.

Pedro Queiroz Pereira, o maior industrial português, morreu aos 69 anos, no dia 18 de agosto, no seu iate, estacionado em Ibiza, na sequência de um ataque cardíaco fulminante. Construiu um dos maiores grupos industriais do país, a Semapa, com as posições de controlo da Secil e da Navigator (antiga Portucel), e tratou de acautelar o futuro do grupo, entregando a gestão executiva a profissionais, fora da esfera familiar.

A liderança executiva da Navigator está nas mãos de Diogo da Silveira e a da Semapa (holding que detém as empresas Secil e Navigator e onde a família assegura 70% do capital), entregue a João Castello Branco. Para si, Pedro Queiroz Pereira tinha guardado a presidência do grupo, tendo mesmo este ano decidido alargar o número de membros do conselho de administração de 11 para 14, incluindo assim as três filhas: Filipa, Mafalda e Lua.

Com o seu desaparecimento, o grupo estava obrigado a indicar um novo presidente do conselho de administração que não estava ainda preenchido.

(Notícia atualizada às 17h08)

Comentários ({{ total }})

Heinz-Peter Elstrodt sucede a Queiroz Pereira na Semapa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião