Apple dá trambolhão em Wall Street. Avaliação de um bilião de dólares em risco

Os resultados desiludiram os investidores, levando os títulos da marca da maçã a perderem mais de 5%. Depois de três sessões de recuperação, Wall Street voltou às quedas.

A Apple desiludiu. Os investidores não ficaram satisfeitos com os resultados apresentados pela empresa liderada por Tim Cook, levando as ações a darem um trambolhão na bolsa. Uma queda expressiva que pesou no Nasdaq, num dia em que os avanços e recuos da administração de Trump sobre a guerra comercial deixaram os restantes índices no vermelho.

Venderam-se menos iPhones do que era esperado. E a empresa liderada por Tim Cook deixou ainda o aviso de que os valores para a época festiva também iriam ficar aquém das expectativas. Maus indicadores que ditaram uma queda de 6,63% dos títulos da marca da maçã para os 207,48 dólares. Durante a sessão, as ações chegaram a cair mais de 7%, levando a capitalização a baixar do bilião, mas encerraram acima desta marca.

Perante esta queda da Apple, o Nasdaq acabou por ser o mais castigado entre os índices norte-americanos. Recuou 1,04% para os 7.356,99 pontos, com cotadas como o Facebook e a dona da Google a registarem quedas em torno de 1%. A rede social deslizou para os 150,35 dólares, já a Alphabet caiu para os 1.057,79 dólares.

O S&P 500 fechou a sessão a cair 0,64% para os 2.722,77 pontos, enquanto o industrial Dow Jones desvalorizou 0,44% para os 25.269,4 pontos, num dia marcado por vários avanços e recuos relativamente à guerra comercial com a China.

Um dos conselheiros da Casa Branca, Larry Kudlow, desmentiu que Trump tinha pedido aos funcionários para prepararem um esboço do acordo. Mas o presidente norte-americano voltou a reforçar que se sentia confiante em relação às negociações que vão acontecer durante o G20.

Entre as empresas que impediram um deslize mais expressivo dos índices americanos, destaque para a Starbucks, que registou valores fortes de vendas e anunciou que queria abrir mais 2.100 lojas globalmente no próximo ano. Os títulos da empresa encerraram a sessão a ganhar 9,70% para os 64,32 dólares.

Comentários ({{ total }})

Apple dá trambolhão em Wall Street. Avaliação de um bilião de dólares em risco

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião