Morais Leitão faz homenagem a João Soares da Silva

No próximo dia 14 de novembro, pelas 17h30, a Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva & Associados (Morais Leitão) homenageará o seu sócio fundador honorário, João Soares da Silva.

No próximo dia 14 de novembro, pelas 17h30, a Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva & Associados (Morais Leitão) homenageará o seu sócio fundador honorário, João Soares da Silva, por ocasião da apresentação da sua obra A propósito de Corporate Governance e do Direito das Sociedades e dos Valores Mobiliários – Escritos Vários.

A abertura da sessão será às 17h45, pelo Bastonário da Ordem dos Advogados, Guilherme Figueiredo, e pelo Managing Partner da Morais Leitão, Nuno Galvão Teles. Seguir-se-á uma evocação do homenageado, por António Menezes Cordeiro e por António Lobo Xavier. O livro será apresentado por Manuel A. Carneiro da Frada, que o prefaciou.

No âmbito desta sessão de homenagem, serão ainda apresentadas por Carlos Osório de Castro iniciativas futuras, que visam o reconhecimento e memória de um grande Advogado, que marcou a prática do Direito em Portugal. O encerramento será feito por António Pinto Leite.

João Soares da Silva, chairman da Morais Leitão, faleceu em agosto passado, pouco tempo depois de ter sido publicada a obra agora apresentada. Enquanto advogado, foi responsável por um importante número de operações inovadoras e projetos de grande dimensão e complexidade em Portugal e no estrangeiro, sendo justamente reconhecido pela excelência e extrema elegância do seu trabalho jurídico.

João Soares da Silva marcou várias gerações de advogados. Começou como estagiário de Miguel Galvão Teles, de quem foi aluno, e tornou-se seu sócio durante 30 anos. A história e a cultura da Morais Leitão foram indelevelmente vincadas pela sua personalidade e pela sua visão sobre a advocacia, defendendo a dedicação absoluta na defesa do interesse alheio, tendo sempre presente a exigência permanente norteada pelos valores da integridade, da independência, da lealdade para com a justiça e os tribunais e do respeito pelos colegas e contrapartes. João Soares da Silva deixa como legado uma marca irrepetível na advocacia nacional, onde imprimiu um estilo muito próprio e admirado, com uma capacidade estratégica notável e uma expressão de uma síntese e clareza verdadeiramente distintas.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Morais Leitão faz homenagem a João Soares da Silva

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião