Défice italiano desce para 1,7% do PIB no terceiro trimestre de 2018

  • Lusa
  • 7 Janeiro 2019

O défice público italiano situou-se nos 1,7% do Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre de 2018, uma descida face aos 1,8% no mesmo período de 2017.

O défice público italiano situou-se nos 1,7% do Produto Interno Bruto (PIB) no terceiro trimestre de 2018, uma descida face aos 1,8% no mesmo período de 2017, divulgou esta segunda-feira o Instituto Nacional de Estatística de Itália.

No acumulado de 2018 até ao final do terceiro trimestre, o défice público italiano foi de 1,9% do PIB, uma descida face aos 2,7% de 2017.

No entanto, segundo o instituto (denominado Istat), tanto o saldo primário (saldo sem juros) como o corrente das administrações públicas italianas foram positivos no terceiro trimestre de 2018, respetivamente com 1,1% e 2,0% do PIB, depois de ambos terem registado 1,6% do PIB no mesmo período de 2017.

Com o aumento dos encargos com juros no terceiro trimestre de 2018 (12% face ao ano anterior), o total da despesa do setor público aumentou 1,5%. A receita também aumentou, mas 1,7%. Já a carga fiscal situou-se nos 40,4% do PIB italiano, mais 0,1 pontos percentuais do que no terceiro trimestre de 2017, de acordo com o Istat.

O rendimento bruto disponível das famílias aumentou 0,1% face ao segundo trimestre de 2018 e 2,1% face ao terceiro período de 2017.

A formação bruta de capital fixo, indicador do investimento, aumentou 1,2% face ao segundo trimestre de 2018 e 4,6% face ao período homólogo de 2017, pode ler-se no relatório do Istat.

Estes dados surgem no fim de uma disputa entre o governo italiano, constituído pelo movimento antissistema 5 Estrelas e o partido de extrema-direita Liga, e a Comissão Europeia, que definiram a meta do défice público para 2018 em 2,04% do PIB, contra as intenções iniciais do executivo italiano, que desejava 2,4%.

Este objetivo é inferior ao anterior governo de centro-esquerda, que tinha definido 1,6% em 2018 e 0,8% em 2019 como meta. Em 2017, o défice público italiano foi de 2,4% do PIB.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Défice italiano desce para 1,7% do PIB no terceiro trimestre de 2018

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião