Morais Leitão participa em workshop sobre jurisprudência administrativa

João Tiago Silveira, Margarida Olazabal Cabral, José Azevedo Moreira e Vasco Xavier Mesquita, advogados da Morais Leitão vão participar como oradores no workshop.

João Tiago Silveira, Margarida Olazabal Cabral, José Azevedo Moreira e Vasco Xavier Mesquita, advogados da Morais Leitão, Galvão Teles, Soares da Silva & Associados (Morais Leitão), vão participar como oradores no workshop “Um ano de jurisprudência administrativa em duas tardes do Instituto de Ciências Jurídico-Políticas da Faculdade de Direito de Lisboa”.

Este workshop corresponde a um novo curso de formação intensiva anual, e que pretende dar a conhecer a jurisprudência produzida na jurisdição administrativa no ano anterior, incluindo as decisões mais relevantes tomadas pelo Tribunal de Contas nesse período.

A coordenação do curso é assegurada por João Tiago Silveira, José Duarte Coimbra e Jorge Pação. O curso realiza-se nos dias 25 e 26 de março de 2019 e conta com sete sessões, dedicadas aos temas de jurisdição e competência dos tribunais administrativos, questões processuais, a aplicação do CPA e a relação com o Estado e demais Entidades Públicas, a revisão do CCP e os contratos de empreitada de obras públicas, Direitos Administrativos especiais, a jurisprudência do Tribunal de Contas e a apresentação de um caso prático para debate. Os advogados da Morais Leitão serão responsáveis pela apresentação das questões processuais e do sumário sobre jurisprudência do Tribunal de Contas no ano que passou.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Morais Leitão participa em workshop sobre jurisprudência administrativa

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião